Connect with us

Editorial

Prorrogação do toque de recolher e conscientização da população

A medida já era esperada, visto que os números da pandemia da Covid-19 no Estado, incluindo litoral e Paranaguá, seguem preocupantes

Publicado

em

Foi anunciada pelo Governo do Estado na quinta-feira, 7, a prorrogação do toque de recolher em todo o Paraná, algo divulgado nesta edição da Folha do Litoral News. A medida já era esperada, visto que os números da pandemia da Covid-19 no Estado, incluindo litoral e Paranaguá, seguem preocupantes. Vidas continuam sendo perdidas no Hospital Regional do Litoral (HRL) quase que diariamente e os casos vêm crescendo, entretanto, há pessoas que parecem não se sensibilizar com isso.

O toque de recolher conta em Paranaguá com a fiscalização do Estado e o município, entretanto, é válido ressaltar que o ato é também simbólico, pois não há a possibilidade de o Poder Público estar em toda a extensão territorial o tempo todo para saber se os cidadãos estão respeitando ou não a medida. É preciso haver a conscientização da comunidade de que aglomerações não devem ser feitas e de que a circulação deve ser evitada das 23h às 5h. Além disso, as medidas sanitárias, como uso de máscara, distanciamento social e higienização devem ser constantemente adotadas.

O decreto de restrição de mobilidade será prorrogado até o dia 31 de janeiro por meio do Decreto N.º 6.559/2020, estendendo a medida que já havia sido implantada no início de dezembro. Entre 5h e 23h, segue proibida a circulação de pessoas, bem como a comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos, algo que visa a evitar a ocorrência de festas e confraternizações com aglomerações de pessoas, pontos altos da circulação do vírus. 

Nesta mesma edição, o médico João Zattar alerta que, apesar de todas as orientações do Poder Público e autoridades sanitárias, aglomerações de aconteceram no fim de ano, o que pode causar um aumento expressivo de casos da Covid-19 na segunda metade de janeiro. Ou seja, o toque de recolher e sua extensão são mais do que necessários para que a pandemia seja controlada neste período crítico de temporada de verão.

Apesar do verão nos atrair ainda mais para sair, da mesma forma o vírus está presente em locais públicos e privados (inclusive na praia), portanto, não é hora de fingir que nada está acontecendo, aglomerando e ignorando as medidas sanitárias. Enquanto a vacina não vem, somente o distanciamento social, a máscara e a higienização podem salvar vidas e evitar o descontrole de casos da Covid-19 no litoral do Paraná e no Brasil.

Leia também: Doação de sangue está em baixa durante a pandemia