conecte-se conosco

Portos do Paraná

Diplomata do Ministério das Relações Exteriores realiza palestra na Portos do Paraná

Palestra ocorreu no Auditório Emir Roth, no Palácio Taguaré

Publicado

em

Na tarde de quinta-feira, 25, a Portos do Paraná recebeu o diplomata do Ministério das Relações Exteriores no Estado do Paraná, Paulo Fernando Pinheiro Machado, que foi recepcionado pelo diretor-presidente da empresa pública, Luiz Fernando Garcia.

Pinheiro Machado realizou a palestra com o tema “Cultura Marítima e Identidade Nacional”, no Auditório Emir Roth, no Palácio Taguaré. “A ideia é lançar o debate aqui em Paranaguá, que é uma cidade de um porto que tem demonstrado um desenvolvimento realmente impressionante e poder lançar o debate da importância da economia do mar, a importância da cultura marítima e a importância da nossa Amazônia Azul, para o desenvolvimento não só de Paranaguá, não só do porto, mas do Brasil inteiro”, destacou o diplomata.

“Cultura Marítima e Identidade Nacional” foi o tema da palestra do diplomata do Ministério das Relações Exteriores no Estado do Paraná, Paulo Fernando Pinheiro Machado

Além de diplomata, Pinheiro Machado também é advogado, jornalista e escritor. Atualmente é vice-presidente da Comissão de Direito Internacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) e representante institucional no Paraná. Membro da London Maritime Arbitrators Association (LMAA) e perito do Centro de Estudos de Política e Estratégia da Marinha do Brasil (CEPE-MB), o último livro lançado é “Centelhas de Tempestade: a diplomacia em um mundo em transformação” (Saraiva).

Ao final de sua fala, os participantes do evento puderam fazer perguntas, o que gerou várias interações sobre o tema em questão. Os assuntos levantados eram em relação ao porto paranaense, sendo um dos principais elos de comunicação do país com o mundo. “A gente pode trazer essa ideia de olhar para o mar, olhar para a nossa economia marítima e olhar para o mundo através do mar que o porto nos permite. O Porto de Paranaguá já está numa posição de vanguarda, o porto já está saindo na frente, já tem desenvolvido as suas soluções tecnológicas próprias e entra agora no cenário internacional de uma forma competitiva, e é um pouco a lição de casa, de um corredor que está na “pole position”, é manter a sua posição, que é um desafio específico, mas é com grande orgulho que a gente vê o porto saindo na frente aqui”, relatou o diplomata do Ministério das Relações Exteriores no Estado do Paraná, Paulo Fernando Pinheiro Machado.

Palestra ocorreu no Auditório Emir Roth, no Palácio Taguaré

PORTOS DO PARANÁ

O diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, que abriu o evento e apresentou o palestrante, disse da importância do tema e também de se discutir com os colaboradores da empresa pública.

O diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, destacou a importância do evento

“Primeiramente é uma satisfação receber aqui o Dr. Paulo Machado, um dos mais brilhantes quadros que a nossa diplomacia brasileira tem hoje, e ele nos brindando, trazendo toda a sua experiência, toda a sua visão global sobre a economia marítima, sobre o nosso futuro. Então, aqui, pudemos despertar, não só nós, mas o nosso corpo de colaboradores, a comunidade portuária presente, para ter uma identificação um pouco maior, que uma ação nossa aqui, ela reflete diretamente num mundo totalmente conectado”, disse.

Garcia avaliou a temática da palestra apresentada na tarde de quinta-feira, 25, e ao mesmo tempo frisou a importância de trazer palestrantes no porto e enriquecer o conhecimento de toda comunidade portuária. “Então, essas discussões para que nos coloquemos sempre na vanguarda, no mercado tão competitivo, é super importante, e faz parte do nosso papel incentivar, trazer boas pessoas aqui, com palestras, com provocações excelentes para que todos nós sempre fiquemos atentos e também tenhamos consciência da nossa importância frente a um papel na logística nacional”, finalizou.

O PALESTRANTE

Paulo Fernando Pinheiro Machado é diplomata, jurista, historiador, escritor e financista. Viveu em vários países e desenvolveu vasta experiência em questões internacionais de alta complexidade, especialmente como encarregado de Negócios do Brasil em Praga e em Copenhague. É 2.º vice-presidente da Comissão de Direito Aduaneiro, Marítimo e Portuário do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), membro das comissões de Direito Internacional do IAB e da OAB/PR, e membro honorário da Comissão Especial de Direito Marítimo, Aeronáutico, Portuário, Aduaneiro e Hidroviário e da Comissão de Relações Internacionais e Integração do Mercosul da OAB/RS.

“O Porto de Paranaguá já está numa posição de vanguarda, já está saindo na frente, tem desenvolvido as suas soluções tecnológicas próprias e entra agora no cenário internacional de uma forma competitiva”, disse o diplomata
Publicidade






Em alta