Connect with us

Editorial

Caminhoneiros ganham protagonismo na pandemia

Assim como os trabalhadores da área da saúde, outra categoria também merece destaque nessa pandemia: a dos caminhoneiros

Publicado

em

Desde março, quando as atividades econômicas começaram a ser afetadas pela pandemia do novo Coronavírus no Paraná, muitos trabalhadores não pararam e continuam exercendo suas funções até hoje por estas serem fundamentais em nações que vivem essa realidade. Os trabalhadores da área de saúde se viram diante de uma doença nova com inúmeros desafios e transtornos. Tiveram que lidar com o medo da doença e também com a preocupação em fazer mais do que o trabalho habitual já exige.

Assim como os trabalhadores da área da saúde, que tiveram o merecido destaque e reconhecimento na luta contra a Covid-19, outra categoria também merece destaque nessa pandemia: a dos caminhoneiros. A classe não parou suas atividades para que os supermercados estivessem abastecidos, para que não faltassem medicamentos nos locais que necessitavam e para que a economia nos portos conseguisse se manter estável.

A exemplo do observado em Paranaguá, onde o porto conseguiu bater recordes ao longo dos últimos meses. Os caminhoneiros são responsáveis por 84% da movimentação de produtos que chegam ou saem do Paraná via portos. De janeiro a agosto de 2020, o Porto de Paranaguá recebeu cerca de 350 mil caminhões vindos de diversas regiões.

Ontem, 16 de setembro, foi comemorado o Dia do Caminhoneiro, para lembrar da importância da categoria para a movimentação e abastecimento do País. Vale destacar que diante desse problema mundial, a Portos do Paraná tem dado todo o suporte em termos de segurança e orientação para a atuação desses profissionais. Atenção fundamental para que eles pudessem seguir a sua rotina e ganhassem o protagonismo como uma categoria que tem sido fundamental nessa crise.