Connect with us

Editorial

Ala Covid-19 do Hospital Regional lotada e pandemia no litoral

Enquanto grande parte da população litorânea seguir desrespeitando as medidas de prevenção à Covid-19, os leitos seguirão cheios de pacientes em tratamento do novo Coronavírus no Hospital Regional

Publicado

em

Ala Covid-19 do Hospital Regional lotada e pandemia no litoral

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), há 20 vagas exclusivas para atendimento a pacientes na Ala Covid-19 do Hospital Regional do Litoral (HRL). Nos últimos meses, a Folha do Litoral News tem divulgado constantemente boletins do HRL e da Sesa e, de acordo com o que foi observado na última semana, a pandemia chega a números preocupantes, com ocupação máxima da casa hospitalar que é referência na região. 

A ocupação do HRL é um termômetro para analisar a situação da pandemia do novo Coronavírus em Paranaguá e no litoral. Mais do que isso, é um reflexo do respeito ou desdém da população às medidas sanitárias de distanciamento social, uso de máscaras, higienização e necessidade de não se aglomerar. 

Na quinta-feira, 26, segundo o boletim do HRL, 26 pessoas estão internadas na casa hospitalar para tratamento da Covid-19, ou seja, o local está sobrecarregado com relação ao atendimento da pandemia. A matemática é clara e cruel: enquanto grande parte da população litorânea seguir desrespeitando as medidas de prevenção à Covid-19, os leitos seguirão cheios de pacientes em tratamento do novo Coronavírus no Hospital Regional. 

A chegada do verão, com vinda de milhares de turistas ao litoral, intensifica a preocupação com a lotação do Hospital Regional. Além de ser essencial no combate à pandemia na região, a unidade hospitalar é referência no atendimento de afogamentos, acidentes e outras ocorrências durante a Operação Verão. Para que o colapso na saúde pública não ocorra é essencial que a sociedade e Poder Público atuem em conjunto para evitar o descontrole da pandemia. 

A proximidade do fim de ano e expectativa para a vinda da vacina nos trazem esperança, entretanto o momento segue sendo de luto pelas vidas que se foram com a Covid-19 e de esforço conjunto para vencermos a pandemia. 

Leia também: A dengue e a atuação jornalística em prol da saúde pública