conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE PARANAGUÁ, 102 anos…

Publicado

em

Alessandro Pires Staniscia – Orador do IHGP

A Estação Ferroviária de Paranaguá, foi inaugurada em 07 de maio de 1922, com a finalidade de substituir a antiga estação, que fora inaugurada em 1885, quando a Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba, foi oficialmente inaugurada. Tratou-se de uma segunda edificação construída para atender a nova e maior demanda de passageiros que chegavam nos trens com destino ao planalto. 

A Estação recebia trens de passageiros que vinham de Curitiba para visitar as paisagens da descida da Serra do Mar pelo trem que foi um dos poucos do Brasil que ainda atendem passageiros. Isto ocorreu até meados da primeira década dos anos 2000, quando o trem passou a seguir somente até Morretes.

Em novembro de 1883, como parte das comemorações em louvor ao dia de Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná, a estação “testemunhou” a inauguração do primeiro trecho da ferrovia, unindo Paranaguá a Morretes.

A Estação de passageiros e cargas, também foi batizada com o nome do Imperador Dom Pedro II, que anos antes, em 05 de junho de 1880, no mesmo local lançou a pedra fundamental, que marcou o início oficial da construção da estrada de ferro, demonstrando o prestígio e a força política que Paranaguá representava junto a Monarquia.

Segundo Freitas (1999), no ano seguinte a instalação da Diocese de Paranaguá, em 1963, no dia 06 de junho, Paranaguá recepcionou o seu primeiro Bispo.  Dom Bernardo José Nolker, que chegou em Paranaguá por via marítima, tendo viajado de Santos a Paranaguá, a bordo do contratorpedeiro “Benevente”, cedido pela Marinha do Brasil. Presentes ao cais do Porto, aguardavam autoridades religiosas, civis e militares. Em comitiva, trouxeram Dom Bernardo, para oficialmente ser acolhido em Paranaguá, exatamente na Estação Ferroviária, e de lá partiram, caminhando até a Catedral. Assim, os eventos importantes, passavam pelo prédio da Estação, que até hoje com a imponência de sua arquitetura, simboliza o protagonismo e um monumento representativo da pujança econômica, política e cultural desta região do Paraná.

Por tudo que representou e representa, o edifício da Estação Ferroviária foi tombado pelo Patrimônio Cultural do Estado do Paraná, em sessão realizada na Aciap – Associação Comercial e Agrícola de Paranaguá, no dia 14 de dezembro de 1990.

Referência: FREITAS, Waldomiro Ferreira de, História de Paranaguá: Das Origens à Atualidade, 1.ª Ed., Paranaguá, Ed. Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá, 1999.

Publicidade






Em alta