Connect with us

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

Os melhores 373 anos da Terra dos índios Carijós – Parte II

Publicado

em

Sucessão no IHGP

Quase duzentos anos depois, por lei de 1842, a Vila foi elevada à cidade e, desligada de São Paulo para pertencer à Comarca de Curitiba que, por vez, iria se tornar a Província do Paraná em agosto de 1853.

Desde os primeiros anos de vida, Paranaguá existiu como porto e, nas suas imediações, exploravam-se minas de ouro desde 1570.

Escreve-nos Júlio Leal em 1862 sobre os parnanguaras: 

“Povo hospitaleiro, sincero, agradável e, em sua maioria, dedicado ao comércio e à marinha, mas não desprezam a poesia e as letras.

A marinhagem é o recurso mais procurado pelos moços que correm à capitania do porto e, ali se preparam para as viagens de cabotagem.

A beleza feminina de Paranaguá!

A natureza deixou nas filhas da terra os mais vivos e finos traços.

Uma légua distante da cidade, encontramos uma povoação de pescadores, conhecida como a Sra. do Rocio.

Sublime é a devoção pela virgem, para aplaudirem a sua festa, que ocorre em novembro.

A estrada, que vai de Paranaguá ao Rocio, é bela e agradável, convida ao passeio mesmo em horas de sol quente, porque fica entre gigantescas e cerradas matas que, entrelaçando as pontas dos seus galhos, ofuscam os raios deste astro e produzem uma sombra fresca.”

Tivemos às margens do Itiberê a passagem do implacável senhor “O Tempo”. Com todas as mudanças ocorridas neste gigante que chamamos de Brasil, viram estas margens a visita da família imperial em 1880, a abolição em 1888, que tantos ilustres filhos desta terra lutaram, o Incidente do Cormorant, a Sumaca Aurora e os escravos “Heróis”, em seguida à “República da Espada”, Revolta da Armada, Revolução Federalista, invasão de Paranaguá e o assassinato do Barão de Serro Azul, entre muitas outras. A “Terra dos índios Carijós” entra  no século XX, carregada de histórias, veio o Estado Novo, os anos de “Chumbo”, veio a abertura política e as “Diretas Já” e, Paranaguá sempre contribuindo na Vanguarda da formação de nossa nação, hoje o Porto de Paranaguá é o maior exportador de produtos agrícolas do Brasil e, o maior porto graneleiro da América Latina, exporta e importa grãos, fertilizantes, contêineres, líquidos, automóveis, madeira, papel, sal, açúcar, entre outros, e assim caminha esta terra abençoada rumo ao futuro, mas valorizando sempre sua história que serve como um farol indicando sempre o rumo a seguir.

Hamilton Júnior

Historiador

Sócio Correspondente do IHGP

Referências: 

Wikipédia, Ver. Popular Júlio C. Leal 1862.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.