conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

O Misterioso “Bacharel de Cananéia”

Publicado

em

Sucessão no IHGP

Personagem intrigante da história brasileira do século XVI, narrada por Pero L. de Sousa, e sua expedição a terras brasileiras para combater franceses que roubavam Pau-Brasil.

Segundo Jaime Cortesão, o Bacharel era Duarte Perez, degredado em 1498, Jaime baseou sua teoria na viagem de Bartolomeu Dias que, em 1498, se encontrava em Cabo Verde e lá existia um homem de nome “Bacharel”. Jaime acredita que o navegador veio ao Brasil e, como o limite das terras portuguesas era entre São Vicente e Cananéia, ele foi deixado ali.

Outro possível Bacharel seria Cosme Pessoa Fernandes, um nobre português, posteriormente degredado por crime civil em seu país. Foi trasladado para a ilha-prisão de São Tomé e Príncipe durante um ano, lá servindo como ouvidor-geral, acabou enviado ao sul do litoral de São Paulo, região de Cananéia, para ser garantidor das possessões portuguesas ganhas pelo Tratado de Tordesilhas

O Bacharel viveu entre os Carijó da área, ganhou liderança e respeito na então aldeia de Maratayama, servindo durante décadas como intérprete, traficante de escravos e guia para navios que começavam a aflorar por aquelas águas. 

Ainda temos Antônio Rodrigues, que alguns historiadores afirmam ser o “Bacharel de Cananéia”. Poucos documentos se referem a esse personagem, ele é nomeado tão somente como “Bacharel”. Foi assim que a ele se referiu Diego Garcia, quando o encontrou na costa de São Vicente e lhe encomendou um carregamento de escravos, em 1527. 

Também foi chamado pelo irmão de Martim Sousa, o escrivão da Armada Pero Lopes de Sousa, quando foi encontrado em Cananeia, em 1531. Ainda com esse apelido foi citado pela rainha da Espanha quando solicitou o seu auxílio, em 1536, para o navegador Gregório Pesquera, que pretendia fazer uma viagem ao Brasil. E também num documento, anônimo, de 1540, que se referia ao fato do Bacharel ter deixado plantações em Cananeia

Apenas estes quatro documentos se referem à existência do Bacharel, particularmente em Cananéia e Iguape. 

Em 1895 o historiador Ernesto Guilherme Young, baseado em farta documentação garimpada nos arquivos de Iguape, identificou o Bacharel como Cosme Fernandes, também chamado Bacharel Mestre, teoria aceita por boa parte dos historiadores dos primórdios da colonização portuguesa na América.

Hamilton Júnior

Historiador

Sócio Correspondente do IHGP

Referência:

Wikipédia

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.