conecte-se conosco

Esperançar

Esperançar e Democratizar

Publicado

em

Como já dito por aqui outras vezes sobre o Esperançar, refiro-me ao substantivo cognato do verbo esperançar, que, por sua vez, significa “levantar-se e ir atrás, agir, construir alternativas e soluções, levar adiante uma ideia, um projeto, nunca desistir”. Esperançar é almejar, sonhar, agir, buscar. É o contrário de esperar!

A esperança é uma das criações mais dignas da inteligência humana. Ela parte da constatação de que nunca estamos completos e de que nenhuma realidade é definitiva. Sendo assim, ela nos permite acreditar que a ação produz novas realidades sociais, culturais e políticas. Ter esperança é acreditar que alguma coisa muito desejada vai acontecer. 

Sem esperança, o ser humano teria entrado em extinção pela ausência dos sentidos, de caminhos a seguir. Sem formular a direção de nossos avanços no futuro, não podemos formular significados. 

Não há democracia sem a escolha dos governantes pelos governados, contudo, apenas isso não é suficiente para que tenhamos democracia: esta somente pode existir na ação livre que percorre todos os setores da vida em sociedade, e que dota as pessoas de liberdade responsável, incluindo direitos e deveres. 

Democratizar é o evento-força que age na partilha dos saberes, dos poderes, das riquezas, da cultura, da economia…. Unir saberes, forças e encadear ações para o desenvolvimento para compreender e intervir nos contextos político, econômico e social é pressuposto da cidadania, que, cotidianamente, também conjuga forças e trabalha em prol da materialização dos verbos esperançar e democratizar.

Defender a democracia é defender os direitos, os serviços públicos e as riquezas naturais. Somente na democracia é possível reconquistar direitos e garantir futuro para os povos. É, por isto, que é fundamental defender a democracia. Ela é um valor insubstituível para todos. Esperançar na democracia é a esperança do futuro!