Connect with us

Polícia

Deficiente físico é brutalmente assassinado na Ilha dos Valadares com golpes de facão

Claudemir Squenine, de 45 anos, foi brutalmente assassinado na madrugada de sexta-feira, 8, por volta das 5h, dentro da casa onde morava

Publicado

em

Claudemir Squenine, de 45 anos, foi brutalmente assassinado na madrugada de sexta-feira, 8, por volta das 5h, dentro da casa onde morava, nas proximidades da região conhecida como Beco do Óleo, no bairro Vila Nova, na Ilha dos Valadares.

O homem, que era deficiente físico, foi atingido por vários golpes de facão, principalmente no rosto. A arma usada no crime foi encontrada ao lado do corpo.

O autor do homicídio, Anthony do Rosário Ferreira, de 26 anos, filho adotivo de Claudemir, fugiu do local.

FACÃO

De acordo com a polícia, Anthony matou o pai dentro da casa onde os dois moravam, na Rua Natanael Cora e arrastou o corpo para um terreno baldio, que fica nas proximidades.

A mãe do rapaz, que mora em uma casa ao lado, ouviu um barulho dentro do imóvel, onde os dois estavam, e saiu para ver o que estava acontecendo. Ela encontrou Anthony deixando a residência, carregando uma mochila.

A mulher percebeu que o chão estava sujo de sangue e seguiu o rastro até um terreno baldio, onde encontrou o corpo do marido.

Imediatamente, ela acionou a Polícia Militar e várias viaturas fizeram patrulhamento pela região. Anthony, que tem várias passagens pela polícia, não foi localizado.

25.º HOMICÍDIO

A morte de Claudemir Squenine é o 25.º homicídio registrado em Paranaguá, este ano. No litoral são 56 casos.

IML

O terreno onde o corpo foi encontrado ficou isolado até a chegada da Criminalística e do IML – Instituto Médico Legal e foi recolhido a sede do órgão, logo após ser periciado.

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local e ouviu as testemunhas.