Connect with us

Eleições 2020

Alceuzinho Maron é confirmado como candidato a prefeito em Paranaguá pelo PROS

Convenção definiu a coligação “Paranaguá de todos” formada pelo PROS, MDB e Solidariedade, que ainda está aberta à adesão de outras siglas

Publicado

em

Candidato a vice-prefeito da chapa será João Claudio Marques, ex-presidente do Sindicato dos Arrumadores

Na noite de terça-feira, 15, em convenção partidária realizada no Big Bowl Boliche, o Partido Republicano da Ordem Social (PROS) confirmou a candidatura do advogado e comunicador Alceu Maron Filho, o Alceuzinho Maron, para a disputa ao cargo de prefeito em Paranaguá nas eleições de 2020. A convenção definiu a coligação “Paranaguá de todos” para o pleito majoritário formada pelas siglas PROS, MDB e Solidariedade (SD), que está aberta a outros partidos que podem aumentar a chapa, bem como definiu o nome de João Claudio Marques, líder sindical e ex-presidente do Sindicato dos Arrumadores de Paranaguá, como candidato a vice-prefeito. 

“Nossa expectativa é que esses três partidos (PROS, MDB e Solidariedade) caminhem juntos”, afirmou Alceu Maron Filho, que é ex-vereador em Paranaguá e ex-deputado estadual. Alceuzinho frisou que o candidato a vice-prefeito escolhido pela chapa irá “honrar a coligação e as tradições parnanguaras”, complementa.

De acordo com o candidato, as chapas de candidatos a vereador da coligação estão definidas com cerca de 50 homens e mulheres. “Me honro muito das duas chapas que serão confirmadas na convenção de hoje”, acrescenta Maron Filho. “O momento de civismo do cidadão provar que é cidadão muitas vezes não é comentando negativamente em rede social, mas sim se apresentando ao debate, apresentando seu nome e suas ideias para serem sufragados pela população”, destaca.

Pandemia e campanha

“As redes sociais irão assumir um papel como nunca assumiram até hoje e estamos preparados para isso, mas aquele contato popular físico com o eleitor de alguma maneira precisa existir”, ressalta Alceuzinho Maron

“Será uma eleição completamente atípica. Mesmo eu, que sou experimentado político, estou discutindo com nossa equipe a maneira de levar a mensagem. É claro que ainda estamos vivendo um momento de pandemia, temos que tomar todos os cuidados necessários. A eleição precisa existir, mas com segurança para pessoas”, detalha Alceuzinho. “As redes sociais irão assumir um papel como nunca assumiram até hoje e estamos preparados para isso, mas aquele contato popular físico com o eleitor de alguma maneira precisa existir”, afirma, ressaltando que sua campanha será focada no equilíbrio.