Connect with us

Datas Comemorativas

Guarda relata o trabalho realizado em Pontal do Paraná

Augusto mora em Paranaguá e diariamente se desloca para o município vizinho, zelando pela segurança pública

Publicado

em

No Brasil, desde 1966, no dia 3 de setembro, é celebrado o Dia do Guarda Civil. Essa data tem a função de homenagear os profissionais dessa área, os quais colaboram com a manutenção da segurança e da ordem pública na esfera municipal.

O parnanguara Guilherme Augusto Costa Monte (GCM Augusto) atua desde 2015 em corporação de Pontal de Paraná. Ele ressalta que atuar na referida cidade é gratificante pelo contato direto com a natureza e o mar.

Ele ressalta que atuar em Pontal do Paraná é gratificante

Apesar de ser um município com pouco mais de 25 mil habitantes, também tem seus perigos. “Somos uma Guarda bem treinada e desenvolvemos muito bem nosso papel. As principais atividades que realizamos são referentes ao patrulhamento preventivo com o qual estamos presentes nas regiões de maior circulação de pessoas. Temos ainda a Patrulha Maria da Penha, que desempenha uma função muito importante, Defesa Civil e trânsito”, explica.

O maior desafio em ser guarda municipal hoje, de acordo com o GCM Augusto, é que para tudo há uma batalha diária, desde portar arma de fogo em serviço e também a questão salarial. “Graças à Lei Federal 13.022/2014, hoje podemos desempenhar um papel funcional dentro da segurança pública e isso devemos aos nossos guardas municipais mais antigos que sempre correram atrás do melhor a todos nós da nação Azul Marinho”, ressalta.

Serviço fica mais aliviado no final do ano com a vinda de efetivos de outras policias

Em relação às diferenças no trabalho durante a temporada em relação a outras épocas do ano, ele ressalta que é a maior diferença é no tocante ao número de efetivo das outras polícias que vêm para o litoral na temporada. “Na temporada nosso serviço fica um pouco mais aliviado. Mesmo assim a população local faz questão de nos acionar mesmo sabendo que o número de policiais civis e militares é maior”, aponta.

Ele acredita que isso acontece em virtude do reconhecimento. “Todas as Guardas do nosso litoral são atuantes perante a sociedade e a população reconhece o trabalho desenvolvido”, finaliza.

Guardas realizam campanha de conscientização junto à comunidade