conecte-se conosco

Coronavírus

Telemedicina passa a ofertar também atendimento psicológico

Serviço já conta com 30 profissionais qualificados para o acolhimento

Publicado

em

A plataforma de telemedicina lançada pelo Governo do Estado para atender pacientes com suspeitas de Covid-19 ganhou uma nova funcionalidade e agora também oferece atendimento psicológico à população. O serviço é fruto de uma parceria entre o governo do Estado e o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP) e já conta com 30 profissionais qualificados para o acolhimento, além de outros 150 que estão sendo capacitados para prestar o atendimento on-line voluntariamente.

O serviço é gratuito e pode ser acessado de qualquer localidade do Estado, por meio do aplicativo Telemedicina Paraná, disponível para os sistemas Android  e iOS.

O atendimento com psicólogos também deve ser estendido para profissionais da saúde e da segurança pública que estão na linha de frente de combate ao novo Coronavírus.

“Toda a situação que envolve a pandemia da Covid-19, com o isolamento social e a possibilidade de perdas financeiras e dos entes queridos, acaba atingindo a saúde mental da população”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

“O governo é sensível a essa realidade e dispõe de tudo que está ao seu alcance para minimizar os impactos da pandemia no Paraná. A plataforma de telemedicina se mostrou uma ferramenta muito útil nesse sentido”, diz.  

Como Funciona

Pelo aplicativo de Telemedicina, o usuário passa por uma triagem feita por inteligência artificial. Caso haja a identificação de sintomas relacionados à Covid-19, ele é direcionado para uma conversa com estudantes dos últimos períodos dos cursos de enfermagem e medicina, bolsistas do programa. Eles tiram dúvidas e, dependendo do quadro apresentado, encaminham a pessoa para uma consulta on-line com médicos voluntários.

Um novo protocolo foi incluído no teleatendimento para oferecer o encaminhamento a um psicólogo. O bolsista pergunta ao paciente se há interesse na consulta ou pode também identificar, durante essa interação, se há a necessidade de atendimento nessa área. Após algumas perguntas para identificar a sintomatologia, o paciente é então encaminhado para a conversa com o profissional.  

“O paciente é atendido em uma modalidade chamada de serviço emergencial, em que é feito um acolhimento, uma escuta ativa, para ouvir suas angústias e investigar o que vem em sua mente, para então prestar orientações sobre como lidar com a situação pela qual ele passa”, explica a psicóloga e professora Jeanine Rolim, uma das idealizadoras do projeto, ao lado da também psicóloga Carolina Simeão.

Consulta

A consulta leva de 30 e 50 minutos e todo o procedimento segue as diretrizes do CRP e do Conselho Federal de Psicologia do Brasil (CFP). “Esse protocolo ajuda o paciente a acolher o seu sentimento e a acalmar a si mesmo”, diz Jeanine. “É coerente que as pessoas sintam medo nessa situação, faz sentido se sentir aflito, pois é uma gama de preocupações que, sem dúvida, altera os sentimentos. Há muito medo de contrair a doença, de deixar uma pessoa querida desassistida e mesmo de perder seus meios de sobrevivência, além da desesperança com o futuro incerto”, afirma.

Ferramenta

A ideia de prestar atendimento psicológico remoto partiu de Carolina, que mobilizou uma rede de psicólogos paranaenses. Jeanine também encampou a ideia e pediu sugestões nas redes sociais para a criação de um site. Ao tomar conhecimento, a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) incluiu a proposta na ferramenta de telemedicina que estava desenvolvendo.

“A tecnologia está auxiliando na contenção do Coronavírus no Paraná, agilizando o atendimento e protegendo as pessoas, principalmente os profissionais de saúde, que recebem menos pacientes e podem se dedicar aos casos confirmados da doença”, afirma o presidente da Celepar, Leandro Moura.

Atendimentos

A plataforma foi lançada em meados de abril e, até agora, teve quase 5 mil cadastros e já intermediou cerca de 2,6 mil atendimentos. Também são parceiros do programa a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a Secretaria de Estado da Saúde e o Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM), além do CRP.

Na semana passada, a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior lançou um edital para a contratação de mais bolsistas para atuar no serviço. “A saúde mental também demanda muita atenção neste momento e o Paraná acerta ao criar um canal para atendimento nesta área. As pessoas estão mais preocupadas e ansiosas por causa da pandemia”, afirma o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

Termômetro

De acordo com o coordenador Estadual de Ciência e Tecnologia, Paulo Parreira, além de desafogar o sistema de saúde e contribuir com o isolamento social, o aplicativo também funciona como um termômetro para fazer o monitoramento epidemiológico do Paraná.

“À medida que os atendimentos diminuírem, teremos como medir a situação da pandemia no Paraná”, explica. “Por isso é importante que as pessoas que têm sintomas respiratórios utilizem a ferramenta, evitando sair de casa. Isso é ainda mais importante agora com a chegada do frio, quando pode haver um aumento nos casos da doença”, diz.

AEN

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.