Connect with us

Voz do Rocio

PACIÊNCIA DE JÓ

A Bíblia Sagrada nos apresenta personagens muito interessantes, com histórias também encantadoras.

Publicado

em

A Bíblia Sagrada nos apresenta personagens muito interessantes, com histórias também encantadoras. Algumas narrativas são dramáticas e comoventes. Estas nos fazem pensar e servem de proveito para nossa reflexão e crescimento pessoal. Hoje quero lhe apresentar a história de Jó. O livro de Jó pertence ao Antigo Testamento, possui 42 capítulos recheados de elementos que constituem um admirável drama.

“Na terra de Uz vivia um homem chamado Jó. Era homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava o mal.Tinha ele sete filhos e três filhas, e possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas parelhas de boi e quinhentos jumentos, e tinha muita gente a seu serviço. Era o homem mais rico do oriente.” (Jó 1,1-3). Um dia Satanás provocou Deus dizendo que Jó só lhe era fiel porque tinha tudo, era rico e nada de negativo acontecia na vida dele. Deus disse: “Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal”. (Jó 1,8). Deus conhecia tanto o coração de Jó, que confiava nele totalmente.

Poucos dias depois Jó começou a perder todos os seus bens. Caiu do céu um fogo e matou suas ovelhas e pastores, destruindo suas plantações. Veio um furacão, destruiu a casa de Jó e matou os seus filhos e filhas. Depois de toda esta destruição “Jó levantou-se, rasgou o manto e rapou a cabeça. Então prostrou-se no chão em adoração, e disse: ‘Nu saí do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor’. Em tudo isso Jó não pecou nem de nada culpou a Deus. (Jó, 1,20-22).

Essa fidelidade inabalável de Jó comoveu o coração de Deus. Jó é conhecido como o homem da paciência. Soube esperar o tempo de Deus. Soube confiar, cultivando a esperança e a certeza de que Deus estava com ele. A história dele teve ainda muitos outros sofrimentos, mas teve um final feliz. “O Senhor abençoou o final da vida de Jó mais do que o início. Ele teve catorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de boi e mil jumentos. Também teve ainda sete filhos e três filhas. Em parte alguma daquela terra havia mulheres tão bonitas como as filhas de Jó. Depois disso Jó viveu cento e quarenta anos; viu seus filhos e os descendentes deles até a quarta geração. E então morreu, em idade muito avançada.” (Jó 42,12-17).

Gostou da história de Jó? Que essa narrativa ajude você em sua caminhada de fé. Lembre-se: a sua fidelidade a Deus, mesmo nas provações, nos momentos mais difíceis, comove o coração do Pai Eterno. Ele jamais vai te abandonar. Mesmo quando Satanás tenta convencer o Pai de que você não lhe é fiel, permaneça fiel. A sua fidelidade desconcerta os planos do inimigo de Deus. Seja firme até o fim. Certa vez o próprio Jesus disse “aquele que perseverar até o fim será salvo.” (Mt 24,13). Se olharmos para a história de Maria também percebemos que ela passou por momentos totalmente desafiantes, doloridos e até cruéis, como ver seu Filho ser pregado numa cruz. Mas ela jamais murmurou contra Deus. Permaneceu firme até o fim. Que ela, Nossa Senhora do Rocio, nos ajude a sermos fieis, pacientes e perseverantes como Jó. Boa semana pra você. Grande abraço. Deus te abençoe.

Pe. Dirson Gonçalves, CSsR

Reitor do Santuário

[email protected]