Connect with us

Voz do Rocio

PACIÊNCIA

Segundo o Dicionário Aurélio da língua portuguesa, PACIÊNCIA “é a virtude que faz suportar com resignação a maldade

Publicado

em

Segundo o Dicionário Aurélio da língua portuguesa, PACIÊNCIAé a virtude que faz suportar com resignação a maldade, as injúrias, as importunações, com perseverança e constância”. Ou seja, estamos falando de uma virtude importante, porém desafiante. Para tentar definir paciência, já foram feitas músicas, poemas, discursos, orações. Santa Tereza D’Ávila dizia que “tudo passa, Deus não muda, a paciência tudo alcança.” Santo Agostinho disse que “não há lugar para a sabedoria onde não há paciência.” O grande cientista inglês, Isaac Newton chegou à seguinte conclusão: “se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência do que qualquer outro talento.” O filósofo Jean-Jacques Rousseau disse que “A paciência é amarga, mas seu fruto é doce”.  O cantor Lenine escreveu uma belíssima música onde diz “o mundo vai girando cada vez mais veloz. A gente espera do mundo e o mundo espera de nós, um pouco mais de paciência”.

Enfim, é um tema tão refletido e que, na realidade faz tanta falta a todos nós. A falta dessa virtude traz sofrimentos, angústias, tristeza e muitas vezes nos faze tomar decisões precipitadas e, por isso mesmo, erradas. É preciso ter a serenidade, dar tempo às coisas e a nós mesmos. É preciso um intervalo entre a semente e a flor, entre o nascente e o poente, entre o principio e o fim, entre o ideal e o real. Só a paciência entende isso.

Hoje, nesse exato momento da sua vida e da sua história, voce percebe-se uma pessoa paciente? Consegue respeitar os seus tempos, os seus limites, os seus insucessos? Consegue entender que as outras pessoas são diferentes de você, tem outros ritmos, outros limites e outras preocupações? Consegue discernir que o tempo de Deus é diferente do seu? Perceber que nem sempre as coisas que você precisa para “agora” são possíveis para “agora”?

Quando a pessoa consegue perceber essas diferenças todas, ela consegue controlar a sua ansiedade e consegue caminhar de modo mais sereno, sem grandes sofrimentos. É um exercício diário, praticado na rua, no trabalho, na igreja, em casa. Estamos sempre sendo desafiados. Conseguir equilibrar as reações é prova de nosso equilíbrio emocional, que nos faz viver de modo mais saudável.

Reservei alguns versículos bíblicos que falam sobre o tema: “Alegrem-se na esperança, sejam PACIENTES na tribulação, perseverem na oração.” (Rm 12,12); “O fruto do Espírito é amor, alegria, paz, PACIÊNCIA… (Gl 5,22); “Descanse no Senhor e aguarde por Ele com PACIÊNCIA…” (Sl 37,7); “Sejam completamente humildes e dóceis, PACIENTES, suportando-vos uns aos outros com amor.” (Ef 4,2); “O amor é PACIENTE, o amor é bondoso…” (1Cor 13,4); “Quem é raivoso atiça as brigas, quem é PACIENTE acalma a discussão.” (Pr 15,18); “A sabedoria do homem lhe dá PACIÊNCIA.” (Pr 19,11); “E assim Abraão por sua PACIÊNCIA, viu a promessa se cumprir.” (Hb 6,15).

Quando olhamos para a história de Nossa Senhora, visualizamos uma pessoa repleta dessa virtude sagrada. Assim, somos convidados a aprender com ela mais este valioso dom. Sem a paciência perdemos (ou pelo menos não percebemos) as outras virtudes como fé, esperança e caridade. Somos muito frágeis e precisamos de inspiração e ajuda todos os dias. Por isso pedimos a proteção e a serenidade de Nossa Senhora do Rocio sobre nós. Grande abraço. Deus te abençoe.

Pe. Dirson Gonçalves, CSsR

Reitor do Santuário

[email protected]