conecte-se conosco

Valmir Gomes

Vencer é questão de honra

Publicado

em

Coluna Valmir Gomes

Como sabem, no último domingo foi realizada a primeira partida da final do Copa Brasil, o local do jogo foi o Mineirão, as torcidas compareceram, lógico os paranaenses em menor número. A TV mostrou o jogo para todo país, canal aberto, havia expectativa de um duelo extraordinário. Quando começou o jogo, o que se viu foi uma equipe ligada no resultado, com determinação e qualidade. Enquanto a outra estava calma e sonolenta, nem parecia que disputava uma decisão. Mesmo levando em consideração os erros de arbitragem, que favoreceram os mineiros, devemos lamentar a ausência do espírito de decisão dos paranaenses. O furacão foi dolente o tempo todo, reconheço a superioridade nos mineiros, porém faltou espírito de decisão para os paranaenses. No jogo da volta desta quarta-feira, o time do Petraglia sabe que vencer é questão de honra.

GARRA RUBRO NEGRA NA QUARTA-FEIRA

O time do Alberto Valentim precisa se recuperar da fraca atuação do último domingo, tem que fazer do jogo da volta, sua ressurreição como equipe finalista da Copa do Brasil. Se bem escalado, tem que ter o espírito de decisão que faltou no último jogo. Alguns atletas sentiram a importância da final e jogaram abaixo do normal. Dou exemplos Abner e Marcinho foram dois laterais comuns que nem marcaram nem apoiaram. Renato Kayzer uma decepção, Terans fóra do lugar, time desarrumado. O Athletico precisa se recuperar da fraca atuação, foi para Belo Horizonte sem espírito de decisão. Na Arena tem que no mínimo mudar a postura, jogar com a garra rubro-negra.

AGENDA DO RIO BRANCO

O Leão da Estradinha continua seu trabalho de formação do elenco para o próximo estadual. O técnico Vitão e sua comissão tem se esmerado no trabalho, o que dá uma esperança renovada a torcida de uma boa campanha em 2022. No último fim de semana em jogo treino venceu o Patriotas por 3×1 com gols de João Fonseca, Petric e Vilsinho. Os dirigentes do departamento de futebol, prometem ainda novidades antes da parada dos feriados de fim de ano. Na próxima sexta-feira um jogo treino contra o Operário de Ponta Grossa, no sábado contra a seleção da Copa Litoral. Prometo estar presente e contar para vocês as novidades.

OS NARRADORES

Gente, na primeira partida decisiva da Copa Brasil, tivemos narração para todos os gostos. Se não vejamos, Elisio Junior pelas ondas da Banda B, Edgar Araújo na Transamérica e Gabriel Carriconde na Rádio Cidade. Foi um verdadeiro show de transmissão, arrisco dizer que os narradores jogaram mais nas suas cabines do que o time do Alberto Valentim no campo. Parabéns a todos, cumpriram com dignidade e competência seu trabalho. O charme do rádio é insuperável.

DOUGLAS COSTA E JÔ

Aconteceu no meio da semana, Douglas jogava em Porto Alegre pelo Grêmio e Jô pelo Corinthians em Caxias do Sul. Marcaram uma festa para depois dos jogos. Douglas festejava o rebaixamento do seu Grêmio e Jô a campanha do seu Corinthians. Os seus jogos pouco importavam, a festa era importante. Contam que até o final de semana o Jô ainda não tinha aparecido em casa. Douglas Costa e Jô, exemplos negativos no futebol.

Continuar lendo
Publicidade