Connect with us

Paraná Produtivo

Destaque nacional

A Docato, de Ponta Grossa, foi considerada a empresa mais atraente pelos investidores que participaram da etapa nacional do programa Capital Empreendedor, do Sebrae.

Publicado

em

Destaque nacional

A Docato, de Ponta Grossa, foi considerada a empresa mais atraente pelos investidores que participaram da etapa nacional do programa Capital Empreendedor, do Sebrae. O Circuito de Investimento, fase final do programa Capital Empreendedor, promovido pelo Sebrae Nacional, foi realizado nos dias 17 e 18 de novembro, de forma digital. A Docato, empresa de Ponta Grossa que tem como proposta simplificar os processos burocráticos para empresas, ficou entre os três destaques do ciclo 2020, como a mais atraente no quesito interesse dos investidores que participaram do circuito. A Ubots, de Porto Alegre, e a Pluricell Biotech, de São Paulo, completaram a trinca.

Maria-fumaça
O litoral paranaense ganhou uma nova atração turística, que relembra a história das ferrovias do Estado. É o Trem Caiçara, um trem de passageiros que começou a circular na última sexta-feira, 20 entre os municípios de Antonina e Morretes. O principal atrativo do passeio é a Maria Fumaça Mogul 11, que foi fabricada em 1884 e é a mais antiga locomotiva a vapor em operação regular no Brasil. O projeto, que ajuda a fomentar o turismo na região, saiu do papel após a formalização entre o Governo do Estado e a empresa Rumo Logística, no ano passado, para a revitalização da ligação férrea. A Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), entidade sem fins lucrativos que promove a conservação do patrimônio histórico ferroviário brasileiro, é a responsável pela operação.

Derrocagem em Paranaguá

A Portos do Paraná iniciou a elaboração do projeto executivo para a remoção de parte do complexo de rochas conhecido como Pedra da Palangana. A formação, que fica submersa na região do Porto de Paranaguá, está localizada na área de manobra, limitando a capacidade e o tráfego dos navios na entrada da baía. O investimento previsto para projeto e obra é de cerca de R$ 23,28 milhões, com recursos próprios da empresa pública. Tecnicamente chamada de derrocagem, a obra é aguardada há anos por toda a comunidade portuária. A expectativa é que em 12 meses a pedra já não seja mais um obstáculo para a navegação no porto paranaense. Na obra serão removidas seis porções do maciço rochoso que somam 22,3 mil metros cúbicos.

Empresas abertas

Mesmo com o impacto da pandemia de covid-19 na economia, o número de novas empresas abertas cresceu no Paraná em 2020. Até outubro, o saldo de aberturas na Junta Comercial do Paraná foi de 136.379 novos empreendimentos, resultado 31% maior que no mesmo período do ano passado. O saldo se refere à diferença entre as novas constituições, que se ampliaram com relação a 2019, e as baixas dos registros na Junta, que foram menores neste ano. Na prática, mais empresas foram abertas e um menor número encerrou as atividades em 2020. O número total de novas empresas até outubro foi superior a todas as constituições de 2019, quando 193.157 empreendimentos foram registrados no Estado. De janeiro a outubro deste ano, 194.568 empresas foram constituídas no Paraná, contra 166.922 em igual período do ano passado, crescimento de 17%.

Projeto-piloto da ANS

A Unimed Londrina foi uma das 19 instituições selecionadas para participar do Projeto Cuidado Integral à Saúde – Projeto-Piloto em APS, realizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em parceria com o Institute for Healthcare Improvement (IHI), Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC). Quase 50 instituições se inscreveram para participar deste programa que é pioneiro, tem duração de 36 meses e objetivo de acompanhar e consolidar as experiências de operadoras que estejam implementando ou já implementaram um modelo de Atenção Primária à Saúde.

Conectividade no campo

O Senado aprovou na última semana um projeto de lei que permite que projetos governamentais de telecomunicações sejam financiados pelo Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust). Em tramitação há 13 anos, o PL garante que os recursos do fundo – criado em 2000 – possam cobrir, de forma parcial ou integral, iniciativas, programas, projetos e ações para levar serviços de telecomunicação a zonas rurais com baixo índice de desenvolvimento humano (IDH). Na prática, áreas remotas e pouco habitadas do interior do Brasil poderão receber investimentos massivos em conectividade e internet, o que ampliará as possibilidades de negócios agrícolas com o uso de internet 5G e modernizará os centros rurais e isolados do país com o acesso à conexão rápida.

Vendas de carne

Apesar desse atual enfraquecimento na procura final pela proteína, como é tradicional na segunda quinzena do mês, os embarques estão aquecidos, contexto que sustenta o movimento de alta nas cotações do setor. Conforme relatório parcial da Secex, nos nove primeiros dias úteis de novembro, foram embarcadas 166,58 mil toneladas de carne de frango in natura, com média diária de 18,5 mil t. Esta é a maior média diária para 2020 e 24,8% acima da observada em outubro/20. No mercado interno, colaboradores do Cepea temem que a procura siga reduzida nas próximas semanas, o que pode impactar nos preços, que, por enquanto, seguem firmes na maioria das praças acompanhadas. A proximidade do fim do ano e as incertezas com relação ao mercado, que apresentou movimentações atípicas em 2020, têm dificultado as estratégias de compradores quanto ao volume a ser estocado para o período de festas.

Carne para a China

A China importou 330 mil toneladas de carne suína em outubro, segundo dados alfandegários divulgados na última segunda-feira, 23. Isso representa um aumento de 80,4% em relação ao ano anterior. O motivo, segundo especialistas, é que os chineses estão estocando a proteína, a mais consumida por eles, até retomada da produção local, que foi afetada por um surto de peste suína africana. A produção de carne suína da China caiu 19% no primeiro semestre do ano, depois que a peste suína africana devastou seu enorme rebanho de suínos nos últimos dois anos. As importações de outubro foram menores do que as 380 mil toneladas do mês anterior, com a recuperação da oferta chinesa pressionando os preços locais e deixando importadores mais cautelosos.

Safra verão

O plantio de milho verão da safra 2020/21 no Brasil atingiu 89,8% da área estimada de 3,855 milhões de hectares até a última sexta-feira, 20, segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado. O plantio atinge 96,6% da área no Rio Grande do Sul, 92,5% em Santa Catarina, 100% no Paraná, 89,7% em São Paulo, 77% em Mato Grosso do Sul, 82,9% em Goiás/DF, 76,6% em Minas Gerais e 82,6% em Mato Grosso. No mesmo período do ano passado o plantio estava concluído em 92,3% da área estimada de 4,057 milhões de hectares. Já a média de plantio dos últimos cinco anos atingia 89% no período.

Projeção do IPCA

Os economistas do mercado financeiro elevaram pela 15.ª semana consecutiva a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – o indicador oficial de preços – em 2020. O Relatório de Mercado Focus, divulgado na última segunda-feira, 23, pelo Banco Central, mostra que a mediana para o IPCA neste ano foi de alta de 3,25% para 3,45%. Há um mês, estava em 2,99%. Já projeção para o índice em 2021 foi de 3,22% para 3,40%. Quatro semanas atrás, estava em 3,10%. O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2022, que seguiu em 3,50%. No caso de 2023, a expectativa permaneceu em 3,25%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,50% e 3,25%, nesta ordem.

Carne suína alemã

A carne suína alemã pode permanecer excluída de alguns dos principais mercados do mundo por pelo menos um ano, enquanto o país trabalha para conter o surto de um vírus mortal do porco, de acordo com o maior produtor de carne da Europa. A China e outros importantes compradores asiáticos proibiram o fornecimento da Alemanha – um dos principais exportadores da União Europeia – após um surto de peste suína africana em javalis em setembro. Esses mercados costumam manter restrições até que os produtores afetados estejam livres de novos casos por 12 meses, “o que significa que pode levar um ano ou mais antes que o acesso seja retomado”, segundo Jais Valeur, diretor do Danish Crown Group, que opera um dos maiores matadouros da Alemanha.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Leia também: Rede Elétrica