Connect with us

Paraná Empreendedor

Ferramenta contra o Coronavírus esbarra em falta de investimento

Desenvolvimento e produção de kit criado em universidade para testes para detecção do vírus causador da pandemia não avança por causa do velho problema crônico do país, de investir muito pouco em pesquisa e desenvolvimento

Publicado

em

Tecnologia da Informação e Comunicação como receita para o sucesso da reforma tributária

Em café virtual, tive a grata surpresa de ouvir a professora Ednéia Cavalieri, do Departamento de Patologia Básica da UFPR, Doutora em Microbiologia, Parasitologia e Patologia.

Ela conta que a pandemia decretada pela Organização Mundial da Saúde – OMS, em março de 2020, demonstrou uma série de fragilidades nos sistemas político, econômico e de saúde mundial. E que até o momento não existe terapia comprovada que neutralize os efeitos do vírus. Apesar dos esforços na compreensão da doença, há inúmeros pontos obscuros sobre a imunopatologia, com diferentes gravidades entre indivíduos. Ela atesta que a vacinação é a melhor arma.

Conforme a OMS, o Brasil é o país que menos testa pessoas em proporção à população, comparado com EUA e Índia. Os problemas são conhecidos: extensão territorial, escassez de testes disponíveis a um baixo custo. O teste denominado de “padrão ouro” é o mais confiável, porém não há equipamentos adequados e nem técnicos capacitados para cobrir todo o território.

Ao buscar ferramentas para diagnóstico e tomada de decisão médica, que possam dirimir gargalos nesta situação, a UFPR desenvolveu testes com alta sensibilidade, que podem contribuir na avaliação de pacientes que apresentam titulação de anticorpos.

O teste identifica anticorpos contra a proteína “N” de pacientes infectados pelo SARS-CoV-2, causador da Covid-19, por meio de pequenas quantidades de sangue ou plasma. É um teste colorimétrico, com reagentes de produção fácil, rápida, padronizada e com resultado em minutos de mais de 95% de sensibilidade e especificidade, relata a professora.

Há possibilidade de esse kit ser usado por profissionais em Unidades Básicas de Saúde ou de Pronto Atendimento, para diagnóstico ou seleção inicial de pacientes, ao custo médio de R $10,00 por amostra. Os reagentes necessários são encontrados no mercado nacional, o que facilita a implementação.

Pendente de parcerias para obtenção das proteínas recombinantes adsorvidas e da validação do teste junto à Anvisa, o produto poderia estar pronto para comercialização. Porém, faltam indústrias para produzi-lo.

Pesquisa, inovação e desenvolvimento é o caminho para deixarmos de ser dependentes no trato da saúde da população. Não temos seguido esse caminho.

Por Juraci Barbosa Sobrinho

Leia também: Tecnologia da Informação e Comunicação como receita para o sucesso da reforma tributária

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.