conecte-se conosco

Paraná Empreendedor

Nova plataforma digital abre espaço para quadrinistas brasileiros

App para smartphones criado por startup curitibana promete oferecer mais exposição, liberdade e melhor faturamento para artistas nacionais

Publicado

em

MOAH!Solution é uma nova plataforma desenvolvida para publicação de conteúdo digital por editoras, autores e ilustradores que promete impulsionar o mercado nacional do setor, hoje obrigado a competir com títulos estrangeiros produzidos por grandes estúdios, como é o caso dos quadrinhos.

Paulo Krüger e Maicris Fernandes, idealizadores do projeto, dizem que a iniciativa surgiu ao perceberem a pouca valorização da ilustração local e que o Brasil possui grandes nomes, que precisavam de visibilidade. O projeto iniciou-se em Curitiba, mas busca ilustradores de todo Brasil.

A plataforma também promete maior rentabilidade – em torno de 25% a cada compra feita pelos usuários com condições contratuais de segurança, o que representa mais que o dobro do que as editoras oferecem aos artistas. Um módulo financeiro restrito permite acompanhar as vendas e rendimentos por meio de dashboards (painéis visuais). O acesso por login e senha permite controle do que é publicado e o autor define as informações da obra e o valor a ser cobrado.

Outra vantagem é a liberdade de criação do ilustrador, que se torna muito maior num aplicativo onde ele pode colocar suas obras e conectar-se com seu público sem medo de represália ou que sua criatividade seja limitada por questões comerciais das editoras.

“A intenção é valorizar o ilustrador brasileiro. Em meio a tanta cultura pop/geek internacional instaurada, nossos artistas também precisam aparecer nos holofotes. Quem se beneficia, além deles, são os leitores, especialmente as crianças da nova geração”, afirmam os idealizadores.

A possibilidade de reunir vários quadrinhos em um aplicativo único facilita a visibilidade do trabalho do autor como um todo e também a distribuição, pois o material não é impresso, fator que dribla a dificuldade de encontrar uma coleção ou várias edições de um autor em um único espaço físico – pela barreira das baixas tiragens colocada pelas editoras.

A aposta parece certeira, por conta do aumento do uso de dispositivos móveis – segundo a Anatel há mais de 250 milhões de aparelhos celulares em uso no Brasil.

O aplicativo já conta com vários ilustradores locais e uma centena de histórias em quadrinhos publicadas. Marcos Vaz (autor do quadrinho Curitibinha), Tako X (Marco e seus amigos) e Marcia d’Haese (Mig & Meg) são alguns dos ilustradores que já aderiram ao projeto.

Um aplicativo para leitura de quadrinhos pode ser um aliado da educação, até em sala de aula.

Continuar lendo
Publicidade