Connect with us

Paraná Empreendedor

Empresas têm obrigação de proteger dados do cidadão cliente

As informações pessoais tornam-se cada dia mais valiosas, diante da evolução tecnológica, de modo que seu acesso e manuseio exigem controle e proteção/segurança. Por isso surgiu a Lei Geral de Proteção de Dados

Publicado

em

Empresas têm obrigação de proteger dados do cidadão cliente

Em setembro de 2020 entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD. Ela traz consigo um misto de preocupação e euforia. O objetivo é dar maior poder ao indivíduo em relação aos próprios dados. É um alento em tempos em que as informações das pessoas são considerados ‘o novo petróleo’.

Sabemos que o avanço tecnológico constante depende, em grande parte, da quantidade e qualidade dos dados envolvidos. Contudo, não se pode permitir o acúmulo indiscriminado de dados pessoais sem qualquer resguardo em relação à privacidade, que é um direito fundamental previsto na Constituição. Para trazer equilíbrio a esse ecossistema, surgiu a LGPD.

Em apertada síntese, a LGPD é um regramento legal que dispõe dos limites, regras de transparência, penalidades e atribui direitos ao titular de dados pessoais. Muito embora ela pareça ser direcionada a empresas de tecnologia, ela se aplica em absolutamente todos os casos que envolvam dados pessoais, independentemente de estarem ou não em ambiente digital.

É preciso atenção especial em relação aos chamados ‘dados sensíveis’, que são os que revelam origem racial ou étnica, convicções religiosas ou filosóficas, opiniões políticas, filiação sindical, questões genéticas, biométricas e sobre a saúde ou a vida sexual de uma pessoa.

Em geral, a preocupação das empresas decorre da severidade das sanções que podem ser impostas por descumprimento das regras de tratamento de dados.

Cientes de que o conceito de “tratamento” é bastante amplo e contempla 20 verbos, que vão de um simples acesso, passando por armazenamento e a difusão, a chance de uma empresa ter problemas com a LGPD, caso não busque se adequar, é expressiva. As multas podem chegar a 50 milhões de reais por infração.

Esse valor levará em conta a dimensão da empresa, mas qualquer que seja o porte dela, uma multa vinculada ao faturamento bruto é algo a ser evitado.

Por isso, as empresas têm buscado respeitar os direitos do titular, oferecendo mecanismos para que recusem determinados tratamentos, abrindo canais de comunicação direcionados às questões de tratamentos de dados, entre outras medidas.

Uma coisa é certa: seus dados têm muito valor e a LGPD é uma grande aliada para protegê-los!

*Colaboração – Claiton Sacoman

Advogado, Mestre em Direito e Especialista em Proteção de Dados

Por Juraci Barbosa Sobrinho

Leia também: Nova unicórnio curitibana é fruto de política pública

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.