conecte-se conosco

Esperançar

DENGUE: O PROBLEMA É DE TODOS. A SOLUÇÃO TAMBÉM!

Publicado

em

A dengue é uma das doenças que mais tem impacto na saúde pública em nossa cidade, e em todo o país. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, declarou que a situação de epidemia de dengue, devido ao grande aumento ao número de casos.

Os casos de dengue cresceram 43,9% no Brasil nos primeiros meses deste ano, em comparação com o início de 2021. Em dez semanas, de 2 janeiro a 12 de março, foram registrados 161.605 prováveis infecções no País, uma taxa de incidência de 75,8 casos por 100 mil habitantes, segundo dados do Ministério da Saúde.

Combater a dengue não é tarefa fácil. O controle é bastante complexo, pois vai além do setor da saúde. Somente uma ação conjunta entre poder público, setor privado e população, poderá ser capaz de controlar a doença.

Como é praticamente impossível eliminar totalmente o mosquito, é preciso identificar objetos que possam se transformar em criadouros do Aedes Aegypti, porque mais de 95% dos exemplares do mosquito se encontram no quintal das pessoas, dentro de casa. Primeiro, evitando deixar tudo que for material descartável em ambientes que possam acumular água. Precisamos estar vigilantes a todas essas possibilidades de criadouros que mantemos sem perceber, como balde, lata, pneu, bacia e qualquer recipiente que tenha ou que possa conter água. Observar também se a caixa d’água está fechada corretamente. Observar ainda dentro de casa. É preciso pegar o hábito de abrir a janela e deixar o sol entrar, porque o mosquito que transmite a dengue fica atrás do fogão, debaixo da mesa, na cozinha e, principalmente, nos quartos atrás das cortinas. Outra coisa muito importante é colocar todo o lixo doméstico em saco bem fechado. Dessa forma, vamos vencer, mais uma vez, essa epidemia de dengue aqui em nossa cidade.O lixo e entulho descartado irregularmente pode se tornar um criadouro para o Aedes aegypti. Se você presenciar uma situação de descarte irregular, denuncie para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Você também pode sanar dúvidas e apontar situações com possíveis criadouros no Setor de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá!

Continuar lendo
Publicidade