conecte-se conosco

Valmir Gomes

DO URUGUAI À RÚSSIA

Em 1930, poucos países quiseram cruzar o Oceano em busca do título Mundial de futebol.

Publicado

em

Em 1930, poucos países quiseram cruzar o Oceano em busca do título Mundial de futebol. O Uruguai patrocinou o torneio e decidiu com a Argentina, foi o primeiro campeão mundial. Em 1934 e 1938, a Copa foi da Itália, daí veio a guerra, voltou em 1950 no Brasil foi quando o Uruguai ganhou novamente. Até aí o amadorismo imperava no futebol, aos poucos a coisa foi mudando, até que chegou João Havelange, primeiro na CBD hoje CBF depois na FIFA. De 16 pulamos para 24 depois 32 seleções, e o futebol mudou seu rumo. Aos poucos a Copa do Mundo virou um meganegócio de lazer. Do presidente Stanley Rouss ao Havelange, radicais mudanças. O encontro das nações em torno da bola virou um mar de negociatas. Agora Putin o presidente da Rússia também pretende tirar proveito, dentro e fora do campo. Assim é a Copa do Mundo, uma mistura de negócios, política e também futebol.

 

NEYMAR &CIA

Digo sempre que o futebol é um jogo de eficiência, dou exemplos Zagallo, Jairzinho, Bebeto. Nenhum pode ser considerado craque dos craques, porém todos eficientes. Quando uma equipe não tem eficiência, acontece o que aconteceu com o Brasil contra a Suíça. Vira um circo, todos querem provar que sabem fazer mágicas com a bola, ninguém se interessa pelo coletivo. A começar pelo Neymar. Espero que tenham aprendido a lição, assim aumenta a chance de recuperação no próximo jogo.

 

DONALD TRUMP E OS ANJOS

Aprendi lendo vários escritores, que a direita é tão violenta como a esquerda. A história não me deixa mentir, ambos gostam de guerras. Agora com a prepotência de sempre, o presidente americano Donald Trump autorizou separar os filhos dos imigrantes de El Salvador dos seus pais. Sabem lá o que é isto. Mais de mil crianças estão alojadas em gaiolas num armazém no sul do Texas, se cobrindo com folhas de papelão, e como uma grande orquestra, chorando e implorando, por seu país e familiares. São verdadeiros anjos na mão de um diabólico político. A polícia do mundo mostrando seu lado perverso. Enquanto isto os aliados estão silentes, e os inimigos rindo à toa. Trump não perde por esperar, a providência divina tarda mas não falha.

 

SICUPIRA

O ídolo atleticano Barcimio Sicupira Junior, de vez em quando dá um susto nos seus milhares de fãs espalhados pelo Brasil. Comentarista da rádio Banda B e do programa Mundo do Futebol da Central TV, Sicupira tem o carinho de todas as torcidas. Agora se recupera de um procedimento cirúrgico no Hospital Constantini. Como colega de profissão de muitas décadas, digo aos leitores que Sicupira é um grande amigo, gente da melhor qualidade. Não se preocupem logo o craque da camisa 8 estará na ativa novamente. Saúde e vida longa, meu querido comentarista.

 

Continuar lendo
Publicidade