conecte-se conosco

Porto de Paranaguá - 87 anos

Secretário de Infraestrutura reforça protagonismo nacional e internacional do Porto de Paranaguá

Sandro Alex destaca superação e recordes de movimentação da Portos do Paraná

Foto: Rodrigo Felix Leal/SEIL

Publicado

em

No acumulado do primeiro bimestre e no volume mensal, a empresa pública Portos do Paraná registrou novo recorde duplo, algo divulgado no dia 8 de março, mais um marco histórico de vários obtidos nos últimos anos em movimentação que reforçam o protagonismo do Porto de Paranaguá no cenário nacional e mundial, algo destacado pelo secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. Segundo o gestor, o saldo positivo em movimentação logística, bem como em infraestrutura e retorno positivo para a sociedade, ocorreu em pleno momento onde o Paraná e o Brasil viveram uma pandemia, enfrentada com responsabilidade e empenho pela empresa pública junto aos portuários, trabalhadores, investidores e empresários.

“Seria impossível imaginar um movimento disruptivo tão intenso quanto o que vivemos em 2020. Os efeitos da pandemia trouxeram um novo senso de urgência, colaboração, propósito e impacto. Graças ao empenho dos trabalhadores portuários, empresários e investidores, os Portos do Paraná enfrentaram os desafios e assumiram a função de liderar e fomentar a recuperação econômica, o desenvolvimento regional, a geração de emprego e renda na comunidade local”, afirma Sandro Alex.

Segundo o secretário, o Porto de Paranaguá, bem como o de Antonina, “são, por vocação, protagonistas no cenário nacional”, complementa. “A empresa pública, que administra este complexo, tem a missão de ser, aos olhos do Brasil, referência. É aos olhos dos paranaenses, uma porta de oportunidades de negócios e qualidade de vida”, reforça.


“Os investimentos em infraestrutura, com a realização de grandes obras e projetos, se somaram aos programas de cuidado com o meio ambiente, ações para saúde, fomento ao turismo e à cultura caiçara”, relata o gestor estadual. Além disso, Sandro Alex frisou que além de recordes de movimentação e dados positivos financeiros, a atividade portuária no Paraná é essencial para a vida de milhares de pessoas de Paranaguá, do litoral e do Paraná. “Além do mar, os portos paranaenses se voltaram para a sociedade e reforçaram a preocupação com a comunidade que é, de alguma forma, impactada por eles”, acrescenta.

O gestor afirma que um dos focos da Portos do Paraná é atuar de forma inovadora, com impactos que tragam uma maneira coletiva de reagir às mudanças, levando ainda mais evolução ao Porto de Paranaguá. “A Portos do Paraná está bem posicionada para estas transições, com solidez financeira e jurídica, um corpo técnico altamente capacitado e uma cultura voltada para o espírito público e comprometida com o desenvolvimento”, ressalta Sandro Alex.

Recordes recentes

Em fevereiro de 2022, a Portos do Paraná bateu dois novos recordes na movimentação portuária do Paraná, um deles no acumulado do primeiro bimestre e outro no volume mensal, onde “os percentuais de aumento superaram as expectativas com, respectivamente, 27% e 39% de alta, em comparação com 2021”, detalha.


“No melhor mês de fevereiro nos portos paranaenses, foram 5.076.757 toneladas de cargas importadas e exportadas pelos terminais. No bimestre, que também entra para o histórico de recordes, a movimentação chegou a 9.234.295 toneladas”, afirma a assessoria. De acordo com a empresa pública, o segmento que puxou essa alta foi o de Granéis Sólidos, correspondendo a cerca de 64% da movimentação do primeiro bimestre deste ano, com 5.893.104 toneladas.

“Em fevereiro, com 3.469.252 toneladas, os Granéis Sólidos somaram 68,34% dos volumes movimentados, nos dois sentidos do comércio internacional”, finaliza a assessoria.

Com informações da Portos do Paraná