Connect with us

Polícia

“Rato” é preso no Jardim Santa Rosa

Ele foi preso por agentes da ROMU

Publicado

em

Leandro Francisco da Silva, de 22 anos, conhecido como “Rato”, foi preso por agentes da ROMU – Ronda Ostensiva Municipal, da Guarda Civil, na noite de domingo, 23, por volta das 20h, na região do Jardim Santa Rosa, em Paranaguá. Um revólver calibre .38 municiado foi apreendido.

A equipe da ROMU realizava patrulhamento de rotina pela Rua Barão do Amazonas, perto da linha férrea, quando flagrou “Rato” em atitude suspeita. O rapaz dispensou um objeto ao perceber a aproximação da viatura.

Abordado, com ele nada de ilícito foi encontrado. Ao verificar o objeto dispensado, os agentes encontraram um revólver calibre .38, com numeração suprimida e com seis munições intactas.

Leandro confessou ser o dono da arma e disse que usava o revólver para proteção pessoal.

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado para o plantão da Polícia Civil.

Suspeito

Leandro Francisco da Silva, vulgo “Rato”, é suspeito de ter participado da morte de Ricardo Lourenço da Silva, de 29 anos, conhecido como “Chetelba”, executado a tiros, dentro de uma casa no Porto dos Padres. O crime aconteceu no dia 16 de agosto. 

Testemunhas relataram que “Rato” foi um dos três indivíduos que invadiram o imóvel e atiraram em “Chetelba”.

Outro suspeito de ter participado da execução, Gabriel Oliveira Maia, de 18 anos, foi preso pela ROTAM, em uma casa também no Jardim Santa Rosa. 

O terceiro indivíduo envolvido no crime, um adolescente de 15 anos, baleado durante a invasão à residência onde estava “Chetelba”, ficou internado no Hospital Regional do Litoral por alguns dias. Ele já recebeu alta hospitalar.