conecte-se conosco

Polícia

Cinco vítimas de afogamento são resgatadas do mar em Matinhos

Ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e BPMOA

Publicado

em

Foto: BPMOA

Na tarde de sábado, 2, por volta das 16h30, durante patrulhamento preventivo na orla de Matinhos, o Falcão 04 do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) prestou apoio ao Corpo de Bombeiros em uma ocorrência de salvamento aquático com cinco vítimas (três crianças e dois adultos) na água no Posto de Guarda Vidas de Caiobá, nas proximidades do Morro do Boi.

Neste momento, a aeronave se deslocou prontamente até o local, onde visualizou de imediato dois bombeiros militares realizando o salvamento de quatro vítimas simultaneamente, e uma quinta vítima, uma criança de 9 anos, afundando, afastada das demais.

De imediato, a tripulação do Falcão 04 do BPMOA realizou o lançamento do Operador Aerotático (OAT) na água através da técnica de helocasting e utilizou o sling para realizar o içamento da vítima com o Operador até a faixa de areia. Na sequência, o OAT e outro bombeiro militar embarcaram na aeronave e foram lançados na água para apoiar no resgate das demais vítimas.

Devido a distância da faixa de areia e a gravidade de uma dessas vítimas, foi realizado o içamento de outra vítima, uma mulher de 49 anos, até a areia da praia, a qual foi atendida pela equipe médica do Falcão 04 e transportada ao Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, com a aeronave.

A menina de 9 anos foi transportada pela ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (SIATE) até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Praia Grande e na sequência também foi removida com a aeronave para o Hospital Regional.

As vítimas atendidas pela tripulação eram vó e neta e ambas apresentavam um grau 3 de afogamento, conforme avaliação médica.

ORIENTAÇÃO

O Corpo de Bombeiros Militar do Paraná (CBMPR) toda a população, em especial aos banhistas, sobre alguns cuidados que deve ter ao entrarem no mar: procurar um local protegido por guarda-vidas; orientar-se para um banho seguro; não entrar na água próximo às pedras e encostas; em situação de risco na água, flutue e aguarde o socorro; além da máxima que é repetida pelos bombeiros: água no umbigo, sinal de perigo.

plugins premium WordPress