conecte-se conosco

Polícia

Carro carregado com palmito clandestino é abordado pela PM na Alexandra/Matinhos

Os vidros com o palmito clandestino estavam dentro de um carro, abordado por policiais militares, no bairro Sertãozinho, em Matinhos

Publicado

em

Um veículo VW Gol, cor prata, que transportava 108 vidros de palmito em conserva, foi abordado durante uma ação de fiscalização realizada na manhã do sábado, 14, na PR-508, rodovia que liga a BR-277 ao município de Matinhos, no bairro Sertãozinho, por equipes da RPA – Rádio Patrulha Auto, da Polícia Militar.

A corporação recebeu informações anônimas sobre a circulação de veículos na rodovia transportando a mercadoria que é produzida de forma clandestina, sem comprovação de origem ou informações sobre sua produção.

Foram apreendidos 108 vidros de palmito Juçara, sem comprovação de origem ou informações sobre o processo de produção

ABORDAGEM

De acordo com a Polícia Militar, o condutor do veículo, um homem, de 36 anos, morador em Guaratuba, percebeu a mobilização das equipes na rodovia e acessou uma via secundária. O motorista parou o carro na frente de uma residência.

Os militares suspeitaram da manobra repentina e resolveram abordar o motorista, que estava parado ao lado do veículo.

Toda a mercadoria apreendida foi encaminhada, em um caminhão da coleta de lixo, para o aterro sanitário de Matinhos

Indagado sobre a situação, ele disse em um primeiro momento que morava no local, depois confessou que estava mentindo e que transportava caixas com palmito Juçara.

Ao revistar o interior do veículo, os policiais encontraram 45 vidros de palmito com rótulos falsificados e outros 63 sem identificação de origem.

Toda a mercadoria foi apreendida e encaminhada, em um caminhão da coleta de lixo, para o aterro sanitário de Matinhos.

O procedimento foi acompanhado por equipes do Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde.

O motorista do carro foi autuado e recebeu uma multa no valor de R$ 14.850,00. O veículo foi apreendido e encaminhado para o pátio da Polícia Militar.