conecte-se conosco

Polícia

Vítima de espancamento morre no Hospital Regional em Paranaguá

Adriano Estevam estava internado desde o último dia 6 de maio na unidade hospitalar com graves ferimentos na cabeça

Publicado

em

Adriano Estevam, de 36 anos, morreu na tarde de quinta-feira, 12, no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, onde estava internado há quase uma semana.

De acordo com familiares, Adriano morava na região metropolitana de Curitiba e estava desaparecido desde 2013, quando foi confeccionado um boletim de ocorrência.

ESPANCADO

Adriano deu entrada no último dia 6 de maio, na UPA – Unidade de Pronto Atendimento, instalada na Praça Portugal, com vários ferimentos na cabeça. Ele estava acompanhado de uma mulher, que relatou ser sua esposa.

Devido a gravidade do quadro clínico, o paciente foi transferido para o Hospital Regional do Litoral, onde morreu.

MORADOR EM SITUAÇÃO DE RUA

Durante o período em que Adriano ficou internado na casa hospitalar, um homem procurou o serviço social da unidade e disse que conhecia o paciente. Eles moravam na mesma rua, no bairro Vila Becker.

Este homem relatou ainda que Adriano era morador em situação de rua e que ficava em um terreno, no bairro.

A mulher, que disse ser esposa de Adriano, fato desconhecido pelos familiares do paciente, compareceu no hospital no dia do seu falecimento.

IML

O corpo de Adriano foi encaminhado para a sede do IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde passou por exames complementares.

O laudo emitido pelo órgão comprovou que Adriano foi vítima de agressão.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

24.º HOMICÍDIO

Paranaguá registra agora 24 homicídios, em 2022. No litoral são 42 casos.