conecte-se conosco

Editorial

A retomada da procissão de Corpus Christi

Neste ano, sem restrições quanto a pandemia de Covid-19, a tradicional confecção dos tapetes e procissão que marcam a celebração de Corpus Christi pela igreja católica estarão de volta à programação

Publicado

em

editorial

Nesta quinta-feira, 16, a Igreja Católica comemora o dia de Corpus Christi, nome derivado do latim que significa “Corpo de Cristo”. A festa tem como objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo.

Neste ano, sem restrições quanto a pandemia de Covid-19, a tradicional confecção dos tapetes e procissão que marcam a celebração de Corpus Christi pela igreja católica estarão de volta à programação.  A missa da tarde, presidida pelo bispo Dom Edmar Peron, e a procissão estarão concentradas desta vez na matriz de São João Batista, com a participação de todas as paróquias do município.

O feriado católico conta com a simbologia dos enfeites confeccionados pelos membros das paróquias. Os tapetes, pinturas e ilustrações religiosas, feitas com serragens de madeira coloridas e outros materiais, cobrem as ruas para a passagem das procissões. Toda essa simbologia poderá ser novamente retratada neste ano, promovendo a integração entre os fiéis que podem agora se reunir para celebrar a data.

Nesta edição, a Folha do Litoral News traz as informações sobre os horários das missas nas paróquias de Paranaguá, que devem acontecer no período da manhã, para que a tarde todos estejam reunidos na matriz de São João Batista.

A edição também traz informações sobre os serviços públicos que não funcionarão na quinta e sexta-feira e aqueles que funcionarão com horários diferenciados para que o leitor possa se programar. Além disso, vale ressaltar que equipes da Polícia Rodoviária Federal estarão nas principais rodovias para fiscalizar o tráfego e atuar com medidas preventivas a fim de evitar acidentes que comumente são registrados em feriados prolongados e o intenso movimento nas estradas.

Que os católicos possam retomar, a partir de agora, outras celebrações tradicionais que não puderam ser realizadas nos últimos anos e, assim, poder novamente vivenciar a fé nessas datas carregadas de simbolismo, com a esperança de dias melhores.

Continuar lendo
Publicidade