Connect with us

Coronavírus

Paraná tem o segundo menor índice de incidência do Covid-19

Estado registra 18 casos por 100 mil habitante

Publicado

em

A série de ações de combate ao Coronavírus tomada pelo Governo do Estado fez com que o Paraná conseguisse amenizar até o momento os efeitos da pandemia. De acordo com o Ministério do Saúde, o Paraná tem o segundo menor índice de incidência da doença no País: 18 casos por 100 mil habitantes. Apenas o Mato Grosso do Sul apresenta indicador melhor, de 16,3 por 100 mil habitantes.

O resultado paranaense é também consideravelmente superior ao desempenho apresentado pelos demais Estados do Sul. No Rio Grande do Sul a incidência é de 26,3 por 100 mil habitantes, enquanto em Santa Catarina a marca sobe para 60,5 por 100 mil habitantes. Os números foram divulgados pelo Ministério na quinta-feira, 14.

O Paraná apresenta ainda um dos menores índices de mortalidade por Covid-19 do Brasil: 1/100 mil habitantes. É também superior aos vizinhos de região – Santa Catarina e Rio Grande do Sul (1,1/100 mil). Somente Mato Grosso do Sul (0,6/100 mil), Mato Grosso (0,7/100 mil), Minas Gerais (0,7/100 mil) e Goiás (0,9/100 mil) demonstraram performance superior, segundo o Governo Federal.

Em números absolutos, de acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde também divulgado na quinta-feira, 14, o Paraná soma 2.063 casos e 119 mortes por Coronavírus.

Em pronunciamento recente, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior informou que há um planejamento que vem dando certo no Estado. “Trabalhamos diariamente para que os paranaenses sofram o mínimo possível com essa pandemia”, acrescentou. “A estratégia vem dando certo, mas não podemos descuidar. É o momento de atenção total”, destacou. “Pensamos em ações de combate ao vírus desde que os casos começaram a aparecer.

Leitos

O Governo do Estado divulgou nesta semana que há estrutura hospitalar à disposição da população em todas as regiões. Foi criada uma rede com 1.723 leitos, entre UTIs e enfermarias, para o atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19. São 549 de UTI adulto, 37 UTIs pediátricas e 1.137 de enfermaria, dos quais 67 pediátricos. A estrutura atende todas as macrorregiões do Estado.

Testes

O governador ressaltou ainda que o Paraná é, proporcionalmente, o Estado do País que mais está realizando testagem para a doença. Capacidade que será ampliada neste mês com a parceria fechada com a Fiocruz e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP). Passará de 600/dia para 5,6 mil/dia. “Isso vai nos permitir ter Raios-X mais fiel da doença, agilizando as tomadas de decisão”, afirmou.

Hospitais

O Estado também distribuiu 230 mil testes rápidos para os 399 municípios. Eles serão usados para ampliar a testagem em trabalhadores da saúde e da segurança pública. 

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto informou que o Paraná investiu mais de R$ 70 milhões na ampliação do atendimento hospitalar. São quatro hospitais universitários (Cascavel, Londrina, Maringá e Ponta Grossa), além de três novas estruturas em Ivaiporã, Guarapuava e Telêmaco Borba em junho. Em Curitiba, o atendimento contra a Covid-19 é realizado pelo Complexo Hospitalar do Trabalhador.

“Aqui no Paraná apostamos na própria rede de saúde já existente como hospital de campanha. Estamos monitorando diariamente para que não haja nenhum passo em falso”, disse o secretário.

Da Redação ADI-PR/Curitiba