conecte-se conosco

Educação

Iniciativa ‘Ganhando o Mundo Agrícola’ levará 100 alunos de áreas rurais da rede estadual para os Estados Unidos

São 100 vagas disponíveis e o destino escolhido foi o estado de Iowa

Publicado

em

Os candidatos devem ser alunos de escolas técnicas estaduais, cursando Agropecuária, Agrícola, Florestal, Operações de Máquinas Florestais ou Agronegócio. / Foto: Lucas Fermin/SEED-PR

Estão abertas as inscrições para o Ganhando o Mundo Agrícola, ação que integra o programa Ganhando o Mundo, do Governo do Estado, realizado por meio da Secretaria da Educação. São 100 vagas disponíveis e o destino escolhido foi o estado de Iowa, nos Estados Unidos, que é reconhecido como um dos principais polos agrícolas do mundo, oferecendo diversidade de experiências e aprendizados no segmento agropecuário. 

O edital 26/2024 para esta edição inédita foi divulgado nesta segunda-feira, 29, e as inscrições vão até o dia 15 de maio. Ela é destinada a alunos de 1.ª série dos cursos técnicos em agropecuária, agrícola, florestal, operações de máquinas florestais e agronegócio, em um dos centros estaduais de educação profissional, constantes no edital e que também tenham estudado do 6.º ao 9.º ano do Ensino Fundamental em uma escola da rede estadual do Paraná. O resultado será divulgado no dia 12 de junho.

📲 Clique aqui para seguir o canal da Folha do Litoral News no WhatsApp.

Assim como nas demais edições, no Ganhando o Mundo Agrícola os estudantes receberão uma bolsa intercâmbio mensal, composta por cinco parcelas de R$ 800, para cobrir despesas durante o período no exterior. Além disso, os intercambistas contarão com assistência de seguro (viagem e saúde) e acomodação em casas de família ou residências estudantis no país de destino.

As despesas relacionadas ao processo de intercâmbio, desde a emissão de documentos até os embarques e desembarques, também serão custeadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seed-PR).

“O estado de Iowa é líder em tecnologia agrícola, com extensas áreas de cultivo e empreendimentos agrícolas de reconhecimento internacional, que adotam tecnologias de ponta para aumentar a eficiência e a produtividade. Durante o intercâmbio, os participantes terão a oportunidade de aprender, por exemplo, sobre o uso de drones, GPS, sistemas de irrigação e outras inovações que estão moldando o futuro da agricultura”, afirma o secretário da Educação, Roni Miranda.

As cidades que contam com colégios agrícolas e florestais são Apucarana, Pinhais, Lapa, Rio Negro, Campo Mourão, Cascavel, Santa Mariana, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Irati, Manoel Ribas, Cambará, Diamante do Norte, Clevelândia, Castro, Palmeira, Ponta Grossa, Ortigueira, Palotina, Toledo, Cruz Machado, São Mateus do Sul, Sapopema, Umuarama e Arapoti. Há Casas Familiares Rurais e Cursos Técnicos em Agronegócio em outros lugares.

Foto: Lucas Fermin/SEED-PR

GANHANDO O MUNDO

Criado em 2019 pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) como um programa de intercâmbio estudantil, o programa já levou 1.240 estudantes da rede estadual de ensino para países de língua inglesa da América do Norte, Europa e Oceania. A nova etapa aos alunos, para 2025, terá 1.200 vagas.

O Ganhando o Mundo Professores foi a primeira edição do programa no Canadá e Finlândia – na qual participaram 96 docentes. As vagas foram abertas para professores ou pedagogos cursistas e professores ou pedagogos formadores de todas as regiões do Estado.

Depois de estudantes, professores e pedagogos, os diretores da rede estadual terão uma experiência internacional. O anúncio foi feito em fevereiro durante o Seminário dos Diretores com Foco na Aprendizagem, que reuniu em Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado, 2 mil profissionais da educação de toda a rede estadual. O programa levará, ainda em 2024, 200 gestores das escolas estaduais para uma capacitação de duas semanas no Chile, com embarques previstos para agosto. O investimento será de cerca de R$ 5 milhões.

Outras modalidades lançadas recentemente foram o Ganhando o Mundo Ciência e Ganhando o Mundo Servidor. Gerido pela Fundação Araucária, o primeiro prevê, em uma primeira etapa, a oferta de 100 bolsas de iniciação científica e 100 de pós-doutorado aos estudantes e professores das universidades estaduais. O segundo, lançado na semana passada, garante que servidores e agentes públicos do Paraná que se destaquem pelo bom trabalho desempenhado em suas respectivas funções poderão receber novas premiações anuais, incluindo viagens internacionais.

Fonte: AEN

Publicidade






Em alta