conecte-se conosco

Polícia

Operação Farmers: Polícia Civil prende três suspeitos em Paranaguá de aplicar golpes em produtores rurais no estado de Goiás

A investigação identificou uma associação criminosa responsável por aplicar um golpe de mais de 10 milhões de reais

Publicado

em

Foram cumprimos mandados judiciais no estado Paraná, São Paulo, no Espírito Santo e também no Distrito Federal. Foto: Divulgação PCGO

Na manhã desta quarta-feira, 15, a Polícia Civil do estado de Goiás, da oitava Delegacia Regional de Rio Verde, deflagrou a Operação “Farmers”. Essa operação é o resultado de uma investigação, que identificou uma associação criminosa responsável por aplicar um golpe de mais de 10 milhões de reais na cidade de Rio Verde. 

Durante as investigações, foram identificados outros crimes além do estelionato, como associação criminosa, lavagem de capitais, e no dia de hoje, foram cumpridos mandados judiciais no estado do Paraná, São Paulo, no Espírito Santo e também no Distrito Federal.

Foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão. Foto: Divulgação PCGO

Ao todo, oito pessoas foram presas nesta operação e foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, onde cerca de 80 policiais participaram da ação. Aqui em Paranaguá, foram três pessoas presas e quatro mandados de busca e apreensão cumpridos, sendo que um dos alvos, foi preso em flagrante pelo crime de posse regular de arma de fogo.

“Foram apreendidos documentos de interesse para a investigação, também foram sequestrados bens, diversos veículos de valor altíssimo, como Ferrari, Porsche, Jaguar, dentre outros. Também foram sequestrados valores em contas dos desenvolvidos”, disse o delegado Márcio Marques, que esteve à frente da operação. 

Delegado Márcio Marques, que esteve a frente da operação

Ainda de acordo com o delegado, a operação segue a fim de encontrar outros elementos que ajudem nas investigações.

“Com o decorrer da deflagração das cautelares, a gente vai angariando ter mais elementos probatórios e a investigação ainda continua”.

A identidade dos suspeitos não foi divulgada pela polícia e o caso segue em investigação.

Em alta

plugins premium WordPress