Connect with us

Direito & Justiça

Filipino acusado de matar mulher no Rocio é julgado em Paranaguá

Quatro testemunhas de defesa e cinco de acusação foram intimadas pela Justiça para prestar depoimento na sala do tribunal do júri.

Publicado

em

O júri popular é um dos instrumentos do Poder Judiciário para levar crimes para a avaliação da sociedade para que os casos sejam sentenciados por um grupo de jurados pré-selecionados. Essa foi a ferramenta escolhida pela Justiça para julgar o caso da morte de Cláudia Helena Gaspar, que foi brutalmente assassinada em sua residência no bairro Rocio, há oito meses.

O principal suspeito é o filipino Rodney Aribal Carvajal, que era tripulante de um navio que estava atracado em Paranaguá em 20 de março de 2018, data do crime. Foto: Arquivo

Cláudia Helena Gaspar foi brutalmente assassinada na residência onde morava, no Rocio. Foto: Divulgação

DEPOIMENTOS NO TRIBUNAL DO JÚRI

Quatro testemunhas de defesa e cinco de acusação foram intimadas pela Justiça para prestar depoimento na sala do tribunal de júri na quinta-feira, 29. Devido ao réu estar preso, o caso é julgado mais rapidamente, além disso, não houve nenhuma intercorrência durante o processo como recursos.

Durante a manhã, foram ouvidas as testemunhas de acusação e, no início da tarde, as de defesa. No decorrer do júri, participaram tanto os jurados como advogados, Ministério Público e a juíza da 1.ª Vara Criminal, Cíntia Graeff. Em seguida, aconteceu o interrogatório do acusado e foi iniciada a fase dos debates, quando é destinada cerca de uma hora e meia para o Ministério Público se pronunciar, e o mesmo tempo para o advogado de defesa. Logo depois, é proferida a sentença final.

Crime aconteceu no dia 20 de março deste ano no bairro Rocio

TESTEMUNHAS

Familiares e amigos de Cláudia Gaspar estiveram presentes para acompanhar o desfecho do caso e algumas também para prestar informações à Justiça que possam colaborar com a punição dos responsáveis. A primeira testemunha de defesa ouvida foi a irmã de Cláudia, Bianca, que relatou, entre outras coisas, que a vítima já havia sido assaltada em frente a sua residência, que tinha medo de novos assaltos, mas que mesmo assim guardava dinheiro no colchão. O MP questionou a testemunha sobre como era sua relação com a vítima, já que a irmã é responsável pelos três filhos mais velhos de Cláudia.

A segunda testemunha de defesa foi a vizinha de Cláudia, Bruna Lopes, que reafirmou não ter ouvido nenhum tipo de barulho proveniente de uma suposta briga na noite do crime. A terceira a ser ouvida foi Simone, prima da vítima, que afirmou ainda estar chocada com a cena que presenciou. O MP desistiu de ouvir a quarta testemunha faltante, que se tratava de uma garçonete que trabalhava na boate com Cláudia. Como ela já tinha sido ouvida na primeira fase do processo, um vídeo com seu depoimento foi apresentado aos jurados.

Fotos e imagens no interior da sala do Tribunal do Júri não puderam ser feitas por orientações da Justiça, de forma a preservar a identidade dos jurados e testemunhas. 

Até o fechamento desta edição, o júri popular ainda não tinha sido concluído. A matéria completa sobre o julgamento será publicada na próxima edição.

 


Veja Mais:

Filipino acusado de matar mulher no Rocio vai a júri popular nesta semana

Polícia Civil prende filipino suspeito de matar mulher em residência no Rocio

Delegado detalha homicídio de mulher e prisão de filipino suspeito do crime

Filipino acusado de assassinar Claudia Helena é levado até o local do crime

Caso de mulher assassinada no Rocio é considerado feminicídio

Filipino participa de reconstituição de feminicídio no Rocio


 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.