conecte-se conosco

Voz do Rocio

Procissões

Publicado

em

Já estávamos com saudades das procissões em homenagem a Nossa Senhora do Rocio, não é mesmo? Ano passado não tivemos nenhuma, exceto pela Carreata Solene, por conta da pandemia de coronavírus, mas, graças a Deus, neste ano já pudemos realizar a maior parte das procissões da Festa da Padroeira do Paraná. Somente a marítima não será promovida em função de uma reforma no trapiche do Rocio. 

Ao longo da semana passada, já tivemos as primeiras procissões e foi lindo e emocionante ver a devoção de milhares de pessoas. Foram centenas que participaram efetivamente, além das outras centenas que aguardaram nas portas de suas casas para ver a passagem de Nossa Senhora e receber uma benção. 

A primeira procissão foi, inclusive, a 1ª Procissão Motociclística, que aconteceu no sábado (06). Cerca de 30 motoclubes do litoral e região metropolitana de Curitiba estiveram reunidos, com mais de 100 motos, para homenagear Nossa Senhora do Rocio a seu modo. Cada um foi abençoado de forma especial a partir da saída para a procissão, que aconteceu no Posto Jardim Paranaguá, no Jardim Samambaia, e seguiu até o Santuário do Rocio. 

Depois, no dia seguinte, domingo (07), aconteceu a 7ª Cavalgada da Fé, com mais de 150 cavalos e seus respectivos cavaleiros e amazonas. Além de cerca de 500 pessoas que acompanharam o trajeto de 18 quilômetros percorrido pela imagem de Nossa Senhora do Rocio, que começou na Fazenda Mandaguari, na Estrada das Colônias, e finalizou no Santuário do Rocio. Foram três horas de cavalgada e, por onde a tropa passava, as pessoas se surpreendiam e emocionavam com a linda cena. Durante o caminho, um carro de som esteve à frente, com um missionário redentorista levando a imagem e dando a benção para quem estava presente. Além disso, aconteceram algumas paradas para uma benção especial – em frente ao Hospital Regional do Litoral e, também, em frente ao Lar dos Idosos. 

No mesmo dia, 07, também tivemos a 15ª Procissão Motorizada, para que as famílias que quisessem participar de carro tivessem essa oportunidade. Centenas de carros enfeitados com bexigas, faixas, se concentraram na Paróquia São João Batista, no Parque São João, para irem juntos até o Santuário do Rocio, levando a imagem de Nossa Senhora pelas principais ruas de Paranaguá. Houve paradas estratégicas para abençoar de forma especial os enfermos e trabalhadores do Hospital Regional do Litoral, bem como a prefeitura da cidade. 

Neste sábado (13), ainda teremos a 9ª Procissão Motociclística, a partir das 16h, com saída da Praça dos Leões, no centro da cidade. Centenas de ciclistas participam todos os anos e levam a imagem peregrina em direção ao Santuário do Rocio.

E na segunda-feira que vem (15), é a vez da tradicional e grandiosa Procissão Solene, que está em sua 208ª edição, tal qual a Festa do Rocio. Por conta da pandemia, o trajeto do Santuário do Rocio até a Catedral Diocesana de Paranaguá será feito em forma de carreata, assim como em 2020, partindo às 16h do Santuário. Haverá policiamento, ambulância de prontidão, um carro de som, além do andor de Nossa Senhora do Rocio, em cima de um carro.

É incrível ver o quanto as pessoas se envolvem e participam das procissões, em seus formatos diferentes e nos quais mais se identificam. O objetivo de tantas formas de homenagem a Nossa Senhora é que todos os grupos possam se sentir contemplados e incluídos e, assim, prestarem suas homenagens e mostrarem sua devoção do jeito que mais se identificam. 

Alguns vão de moto, outros a cavalo, outros de bicicleta, outros de carro, mas todos utilizam seu meio de transporte para se dirigir ao Santuário e realizar o seu tributo a Nossa Senhora do Rocio. 

Aguardo você nas procissões que ainda acontecerão nos próximos dias!

Que Nossa Senhora do Rocio olhe por nós. Grande abraço. Deus te abençoe! 

Pe Dirson Gonçalves, reitor do Santuário do Rocio.

Publicidade










plugins premium WordPress