Connect with us

Paraná Produtivo

Leilão da Telecom

A estatal paranaense de energia Copel informou que seu conselho de administração autorizou a publicação de edital do leilão de desinvestimento de sua unidade de telecomunicações, agendado para 9 de novembro

Publicado

em

A estatal paranaense de energia Copel informou que seu conselho de administração autorizou a publicação de edital do leilão de desinvestimento de sua unidade de telecomunicações, agendado para 9 de novembro. A Copel Telecomunicações terá preço mínimo de venda de R$ 1,4 bilhão para o “equity value”, disse a empresa em comunicado na noite da última quarta-feira, no qual informou que o edital deverá ser publicado em seu site em 21 de setembro. Interessados terão até 5 de novembro para entrega de documentos de representação, declarações e garantia de proposta, acrescentou a empresa no comunicado. A venda da Copel Telecom faz parte de plano da Copel de focar investimentos em seus principais negócios no setor de energia.


Copel na microrredes

A Copel lançará, em breve, chamada pública para contratação de energia proveniente de acessantes de geração distribuída. A autorização, inédita no Brasil, foi dada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mediante solicitação feita pela Companhia para implantar um projeto-piloto de compra de energia proveniente de geradores conectados ao sistema de distribuição, com o objetivo de obter benefícios de disponibilidade do fornecimento e otimização de recursos. A iniciativa deve atrair produtores independentes de energia de pequeno e médio porte, incluindo minigeradores. O edital deve abranger acessantes que gerem de 1 a 30 MW, sem restrição da fonte geradora. Os proponentes terão de dar garantias de sustento da rede e controle sobre a potência por pelo menos 5 horas ininterruptas.


Soluções tecnológicas

A Invest Paraná, agência do Governo do Estado voltada à atração de investimentos, vai promover soluções desenvolvidas por startups e empresas de tecnologia paranaenses entre seus parceiros no mercado nacional e internacional. A proposta do programa InovaInvest, lançado na última quarta-feira, 16, é selecionar ferramentas para serem utilizadas e divulgadas nas ações de promoção da Invest, que envolvem empresas nacionais, compradores internacionais e investidores estrangeiros. No ano passado, a Invest fez a interlocução com mais de 300 empresas, em eventos como o Paraná Day, realizado em Curitiba, Brasília, Nova York e Madri. O ecossistema de inovação do Paraná poderá aproveitar essa capilaridade da agência, que funcionará como uma vitrine para apresentar as soluções tecnológicas paranaenses dentro e fora do País.


Queda em agosto

A queda acentuada nas vendas do setor automotivo, importante polo industrial do Paraná, se refletiu no resultado das exportações em agosto, que fecharam em US$ 1,345 bilhão. A redução foi de 7% em relação ao mesmo mês de 2019, e de 15% na comparação com julho deste ano. Mas, quando se avalia o valor no acumulado no ano (US$ 11,025 bilhões), de janeiro a agosto, contra igual intervalo do ano anterior, a conclusão é de que houve estabilidade, 0,07%. Os setores que mais influenciaram nessa redução, comparada com agosto do ano passado, foram materiais de transportes, quarto item mais importante na pauta de exportações do estado, ligado ao setor automotivo (-57%); açúcares e derivados (-23%); e papel e celulose (-14%). Houve avanço no setor da madeira (+36%); produtos mecânicos (30%); soja (23%); produtos químicos (+17%); e carnes (+2%).


Unidade em Araucária

A Petrobras informou na última quinta-feira, 17, que iniciou a etapa de divulgação para venda da totalidade de suas ações na empresa Araucária Nitrogenados S.A. (ANSA), em Araucária. A ANSA possui uma unidade industrial de fertilizantes nitrogenados localizada em Araucária, com capacidade de produção de 1.975 t/dia de ureia e 1.303 t/dia de amônia. A fábrica encontra-se atualmente hibernada. A estatal fechou a unidade depois de prejuízos. No início do ano, a demissão de funcionários foi um dos motivos para uma greve na Petrobras. A paralisação foi encerrada após uma ampliação dos benefícios aos trabalhadores demitidos, com maior verba rescisória.

Proteína animal

Terminou bem-sucedida a ação realizada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) durante o festival virtual do Brazilian Week CCBC, que aconteceu entre os dias 7 a 11 de setembro, com apoio da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) e a Embaixada do Brasil em Ottawa para celebrar a Independência do Brasil e aproximar os dois países. O auge da ação da ABPA no Brazilian Week CCBC aconteceu no quarto dia do evento (10), durante o “Brazilian Flavours” quando a Chef Mariana Valentini realizou uma transmissão ao vivo, diretamente de seu restaurante em São Paulo, ensinando uma receita com carne suína.


Fretes rodoviários

A demanda por fretes rodoviários no agronegócio do Brasil acumulou entre janeiro e agosto de 2020 uma alta de mais de 10% ante igual período do ano passado, indicou nesta quinta-feira o Índice de Fretes e Pedágios Repom (IFPR), reforçando o impacto limitado da pandemia de coronavírus ao setor. De acordo com a Repom, que atua na gestão e pagamento de despesas para frota própria e terceirizada da Edenred Brasil, o agronegócio teve um pico de movimentação entre abril e maio, período em que outros segmentos –como indústria e varejo– foram deprimidos pelos efeitos da pandemia. Os resultados acompanham uma safra recorde de grãos no país em 2019/20, estimada pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) em 257,8 milhões de toneladas, além de uma firme demanda por exportações de produtos agropecuários.

Toneladas de soja

Os bons e elevados preços pagos pela soja no mercado interno e externo tem deixado o estoque brasileiro em baixa. Para atender a demanda pelo grão, a solução tem sido importar soja e, até agosto, o país já comprou quase meio milhão de toneladas, maior montante dos últimos 6 anos. Os dados são do Ministério da Economia. De janeiro a agosto o Brasil importou exatamente 499,7 mil toneladas de soja, impressionantes 212% a mais que no mesmo período de 2019. Desde 2014 (555,9 mil toneladas) o país não comprava tanta soja do exterior no período. Deste total, 95% veio diretamente do Paraguai. Pela proximidade, quase tudo entrou pelo Sul do país, que recebeu 478 mil toneladas, dos quais 470 mil entraram pelo Paraná.


Viagens aéreas

Pesquisa realizada pelo governo federal com passageiros aponta que mais da metade dos entrevistados (53,6%) tem planos de pegar um voo nos próximos meses, mesmo sem uma definição sobre quando a vacina contra covid-19 vai estar disponível. Feito em agosto, o levantamento inaugura uma série que será divulgada mensalmente, a princípio até o fim do ano, para indicar a temperatura do mercado de aviação, um dos mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. As pessoas ouvidas estão entre passageiros que voaram entre janeiro de 2019 e março deste ano. Entre os entrevistados que disseram ter planos de viajar nos próximos meses, um quarto disse que deve voltar a pegar um voo em menos de um mês. Em segundo lugar, vieram os passageiros que irão viajar em três a seis meses.


Recuperação econômica

A recuperação econômica global diante da crise provocada pela pandemia de coronavírus pode levar até cinco anos, segundo a economista-chefe do Banco Mundial, Carmen Reinhart. “Provavelmente haverá uma recuperação rápida quando todas as medidas de restrição relacionadas aos bloqueios forem suspensas, mas uma recuperação completa levará até cinco anos”, disse Reinhart em participação remota numa conferência realizada em Madri na última quinta-feira, 18. Reinhart disse que a recessão causada pela pandemia durará mais em alguns países do que em outros e agravará as desigualdades, pois os mais pobres serão mais duramente atingidos pela crise nos países ricos e os países mais pobres serão mais duramente atingidos do que os países mais ricos. Pela primeira vez em vinte anos, as taxas de pobreza global aumentarão após a crise, acrescentou.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.