Connect with us

Cidadania e Segurança

Mais de mil denúncias na imunização paranaense

Estamos trabalhando para construir, junto com prefeitos e autoridades, mais transparência e correção na vacinação, buscando uma maior eficiência e priorizando o foco principal que é salvar vidas

Publicado

em

Coluna Francischini

Durante a luta pela vida, a pandemia provocou diversos problemas que precisavam ser solucionados de forma emergencial. Foram investimentos para fortalecer a saúde, auxílio para combater o choque na economia, recursos enviados para a ciência e, no momento atual, o foco maior se voltou para a imunização e compra de vacinas.

O que lá no início parecia tão distante, hoje se renova dia a dia com a vacinação que cresce cada vez mais e tenta reverter a dura realidade com mais de 550 mil mortos pela Covid-19 em nosso país. Mas, infelizmente, a situação ainda não é essa.

Com o início da vacinação começaram a ocorrer diversos casos de fraude por todo país. Aplicações erradas, frascos roubados, falsos enfermeiros, uso indevido de diplomas e pessoas utilizando do nome ou do poder para dar aquele velho “jeitinho brasileiro” e furar a fila de imunização, tomando a vez de quem, por regra, tinha prioridade em receber aquela dose.

Por entendermos a gravidade dessas situações, nos movimentamos pela Assembleia Legislativa e criamos a Comissão Especial de Investigação contra fraudes na vacinação, buscando tornar o Paraná um exemplo para todo o país, principalmente pelo método que deveria ser adotado em outros estados e cidades.

Nos primeiros meses de trabalho, foram mais de mil denúncias em cerca de 160 municípios paranaenses. Desde que foi instalada em abril, a Comissão se reuniu em oito oportunidades. Além disso, realizou uma oitiva com os citados de envolvimento na denúncia de fura-fila em Rio Branco do Sul e uma reunião virtual com a cúpula do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) para apresentar o trabalho e colher informações sobre procedimentos adotados, especialmente para a validação dos atestados usado para vacinação do grupo prioritário de comorbidades. Além disso, foram realizadas diligências nos municípios de Rio Branco do Sul, Apucarana, Umuarama, Cianorte, Lapa, Paranaguá e São José dos Pinhais.

Outro ponto essencial foi a credibilidade que buscamos nas investigações. Analisamos e checamos todas as denúncias, onde constatamos diversas que se tratavam de erros de digitação ou falsas, feitas por adversários políticos ou por alguém que queira prejudicar outras pessoas.

Acredito que estamos no caminho certo e que ainda há muito a ser feito. Nosso objetivo é construir uma proposta legislativa de todos os deputados para fechar os gargalos que foram identificados, pois novas campanhas devem ocorrer nos próximos anos.

Situações detectadas hoje servirão de lição para que não se repitam no futuro. Além, claro, do encaminhamento de fatos apurados aos órgãos competentes, como Ministério Público e a polícia, se for o caso.

Nos tornamos uma referência. Desde o início dos trabalhos da Comissão, temos sido procurados e recebido denúncias, além das que foram apontadas pela Controladoria Geral do Estado, Ministério Público e Tribunal de Contas.

Nós estamos trabalhando para construir, junto com prefeitos e autoridades, mais transparência e correção na vacinação, buscando uma maior eficiência e priorizando o foco principal: SALVAR VIDAS!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.