Connect with us

Polícia

Policiais militares salvam bebê engasgado com leite materno

A família, que mora na localidade conhecida como Porto de Cima, entrou em contato com a central 190, e o bebê recebeu os primeiros socorros.

Publicado

em

Dois policiais militares, que atuam na cidade de Morretes, salvaram a vida de um bebê de apenas dois meses, que estava engasgado com leite materno. A ocorrência foi registrada pela corporação, por volta das 16h45, da última terça-feira, 12.

A equipe realizava patrulhamento de rotina na cidade, quando foi acionada pelo rádio para prestar auxílio na situação.

DESESPERO

De acordo com a central 190, a mãe da criança, entrou em contato com a corporação e desesperada pedia ajuda, relatando que o bebê tinha se afogado com leite materno. O soldado Consentino que atendeu a ligação, orientou a família com relação aos primeiros socorros e acionou a equipe que estava na rua. O policial também entrou em contato com o hospital da cidade, relatando a situação.

A informação foi repassada para a viatura onde estavam os soldados Gueno e Pedroso, que imediatamente se deslocaram para o local indicado, na região do Porto de Cima.

Durante o deslocamento, os policiais perceberam que o motorista de um carro, que vinha no sentido contrário, acenava e fazia gestos para que a viatura parasse. Dentro do veículo estavam o pai e a mãe do bebê.

O menino, de apenas dois meses, estava com os braços roxos, indicando claramente falta de circulação de oxigênio pelas vias respiratórias.

MANOBRA DE HEIMLICH

Desesperado, o pai entregou a criança para o policial Pedroso, que imediatamente começou o procedimento de desobstrução das vias respiratórias da criança, conhecida como Manobra de Heimlich.

Sem apresentar reação ao método aplicado, e percebendo a gravidade do caso, os policiais resolveram  levar o bebê ao Hospital Municipal.

Durante o deslocamento, o soldado Pedroso seguiu com os protocolos de atendimento e a criança apresentou uma pequena melhora. O menino chorou e começou a recuperar a respiração.

Em menos de quatro minutos, a viatura chegou na unidade hospitalar, onde foi atendida pela equipe que estava de plantão.

PRIMEIRO ATENDIMENTO

De acordo com o médico que atendeu o bebê no hospital, o primeiro atendimento prestado a criança, foi fundamental para salvar a sua vida. O menino recebeu os cuidados na unidade e foi liberado.

POLICIAIS

A equipe que atendeu a ocorrência, composta pelos soldados Gueno e Pedroso relatou que o atendimento prestado a vítima, faz parte do curso de formação que é ministrado para os policiais, em início de carreira.

Soldado Gueno, que não tinha passado por esse tipo de situação disse que o mais difícil é manter a calma dos familiares e começar os procedimentos. Ele ressaltou que a emoção vivida durante a ocorrência, é muito grande, e é preciso manter a calma, para socorrer a vítima e atender a família.

Já para o soldado Pedroso, que passou por uma situação semelhante na capital do estado, cada caso é diferente. Na ocorrência atendida em Morretes, ele destacou que a maior preocupação era se deslocar rapidamente para o hospital cidade, distante alguns quilômetros do local onde a criança estava. A satisfação de saber que salvamos uma vida, não tem sentimento igual. Fizemos a nossa parte e isso contribuiu para o salvamento do bebê, destacou o policial militar.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.