conecte-se conosco

Polícia

PM prende rapaz acusado de estupro e roubo em Morretes

Marcelo recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil, onde as providências cabíveis foram adotadas. Ele deve responder pelo crime de estupro e roubo.

Publicado

em

Uma ação rápida de policiais militares de Morretes, prendeu na noite de quarta-feira, 19, por volta das 22h, um indivíduo de 22 anos, acusado de estupro e roubo. A prisão aconteceu na casa do suspeito, na Vila das Palmeiras.

ESTUPRO

Marcelo Silveira Alves teria violentado sexualmente uma mulher de 41 anos, que voltava da escola e caminhava pela lateral da pista da PR-408, na região conhecida como Passa Sete. O indivíduo surpreendeu a vítima e a arrastou pelos cabelos para dentro de um matagal, ao lado da ponte sobre o Rio do Pinto.

Depois de estuprar a vítima, ele ainda roubou um aparelho celular e o carregador.

CARACTERÍSTICAS

A mulher contou aos policiais militares que atenderam a ocorrência que o suspeito vestia moletom escuro com capuz, calção e chinelos e estava em uma bicicleta vermelha. Pelo fato do local onde a abordagem criminosa aconteceu ser muito escuro, ela não conseguiu passar características do rosto do suspeito.

Mesmo assim, os policiais desconfiaram se tratar da mesma pessoa que dias antes teria violentado uma menor de idade. Marcelo se apresentou na Delegacia da Polícia Civil, contou a sua versão sobre o caso e foi liberado, já que não estava em situação de flagrante.

A equipe foi até a casa de um parente de “Marcelinho”, como o indivíduo é conhecido, o qual confirmou que o rapaz esteve na sua residência momentos antes, e que estava vestindo moletom escuro e usando uma bicicleta vermelha.

DORMINDO

Os policiais foram então até a residência da mãe do suspeito, na Rua Adalberto Latuf, no bairro Vila das Palmeiras, e visualizaram pelo portão, uma bicicleta vermelha na área externa da casa. Atendidos por um irmão de Marcelo, a equipe relatou o fato ocorrido momentos antes e foi liberada para entrar na casa e conversar com o suspeito, que estava dormindo.

“Marcelinho” negou o abuso e o roubo, e disse que estava na casa de um primo. Ao ser questionado sobre a roupa que estava usando, ele apresentou um moletom escuro com capuz e um calção. Peças iguais às relatadas pela vítima e pelo parente dele.

Diante da situação, Marcelo Silveira Alves foi conduzido até o Hospital Municipal, onde a vítima recebia atendimento médico. Ela reconheceu o rapaz, principalmente pela voz e depois de ver algumas fotografias do suspeito.

Marcelo recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil, onde as providências cabíveis foram adotadas. Ele deve responder pelo crime de estupro e roubo.

A vítima passou por exames complementares no IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá e prestou depoimento na delegacia de Morretes, responsável pelo caso.

Continuar lendo
Publicidade