conecte-se conosco

Legendado

Legendado

Caminhoneiros de todo o Brasil protestaram contra o aumento do diesel nesta segunda-feira (21), dia em que foi anunciada mais uma alta do valor nas refinarias, de 0,97% a partir de hoje.

Publicado

em

Caminhoneiros de todo o Brasil protestaram contra o aumento do diesel nesta segunda-feira (21), dia em que foi anunciada mais uma alta do valor nas refinarias, de 0,97% a partir de hoje. Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos.

A escalada dos preços acontece em meio à disparada dos valores internacionais do petróleo. A Petrobras (quase quebrada pelos governos do PT), diz que as revisões podem ou não refletir para o consumidor final (depende dos postos).

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano, cujo valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o IBGE.

Foram registrados atos em pelo menos 17 Estados: Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Existem bloqueios totais e parciais. Em alguns pontos, os caminhoneiros estão parados nos acostamentos. Em outros, eles queimam pneus para evitar a passagem de veículos por um período e, depois, a via é liberada. Ao mesmo tempo em que o governo TEMER (vice na chapa de Dilma Rousseff do PT) tenta a custo de bilhões de Reais, impregnar na mídia através de ricos contratos com inúmeras agências de publicidade a falsa sensação de um país em franco desenvolvimento e fora da crise, o trabalhador brasileiro amarga a cada dia a crescente nos preços dos combustíveis, que afeta diretamente não apenas os caminhoneiros, mas toda a população, uma vez que o transporte terrestre encarecido reflete drasticamente no preço de quase tudo que se consome, desde alimentos até medicamentos.

O trabalhador brasileiro é prova viva de que as campanhas midiáticas deste governo não condizem com a realidade da população.

O aposentado que já vive com dificuldade, vê seu pagamento perder cada vez mais o poder de compra, impondo diretamente uma qualidade de vida cada vez menor. Passada a Copa, o brasileiro novamente terá a oportunidade de escolher os rumos do nosso país, e é indispensável que cada eleitor faça uma profunda análise do passado de cada candidato e todo e qualquer envolvimento com corrupção. Deus proteja nosso país e de sabedoria à nossa gente, para eleger governantes de passado limpo e com experiência administrativa para recolocar o Brasil no rumo do desenvolvimento.

 

Publicidade










plugins premium WordPress