conecte-se conosco

Polícia

Operação Integração é deflagrada em Paranaguá e Guaraqueçaba

Durante a mobilização policial duas armas de fogo foram apreendidas e seis indivíduos foram presos

Publicado

em

Foto: Ilha do Mel FM

Uma ação conjunta que envolveu equipes da Polícia Civil e do 9.º Batalhão de Polícia Militar, que atende a região litorânea, denominada Operação Integração, foi deflagrada na manhã de quarta-feira, 8, em Paranaguá.

Os policiais cumpriram sete mandados judiciais, sendo cinco de busca e apreensão, e dois de prisão preventiva. Os documentos foram expedidos pela Comarca de Paranaguá.

As ordens judiciais foram cumpridas em alvos na Vila Garcia e Jardim Esperança, em Paranaguá.

A Operação Integração foi deflagrada em Paranaguá e Guaraqueçaba
e contou com a participação de policiais civis e militares

Em um sítio, na cidade de Guaraqueçaba, que vinha sendo monitorado por equipes da ALI – Agência Local de Inteligência, da Polícia Militar, dois homens foram presos e uma arma de fogo foi apreendida. No local também foram recolhidas porções de entorpecentes.

HOMICÍDIOS

O principal objetivo da mobilização policial é combater os crimes de homicídio, que esse ano, chegam a 141 no litoral.

Durante o cumprimento dos mandados judiciais seis homens foram
presos e muito material foi recolhido nos alvos da operaçãoFoto: Ilha do Mel FM

BALANÇO

Durante coletiva com a imprensa, o Delegado Adjunto e Operacional, da Polícia Civil, Nilson Diniz, e o Major Stocco, da Polícia Militar apresentaram todo o material que foi recolhido durante o cumprimento das ordens judiciais.

Foram apreendidas várias porções de maconha, cocaína e crack, celulares, uma pistola, munições, uma balança de precisão, uma máquina para contar dinheiro, material usado para preparar e embalar entorpecentes, e dinheiro.

Três capacetes, encontrados em alvos da operação policial durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão, e que teriam sido usados durante o cometimento de crimes de homicídios, também foram recolhidos.

Câmeras de segurança e monitoramento instaladas nos locais onde as mortes aconteceram, registraram imagens dos atiradores, usando esses acessórios.

Parte do material apreendido será periciado.

INVESTIGAÇÃO

De acordo com o Delegado Nilson Diniz, a operação deflagrada na quarta-feira, 8, foi o resultado de um intenso trabalho de investigação e troca de informações realizado por policiais da Delegacia Cidadã e da ALI – Agência Local de Inteligência, da Polícia Militar, com relação a dois casos registrados recentemente em Paranaguá e tiveram grande repercussão.

A morte do adolescente Luiz Gustavo Fernandes Maia, de 14 anos, baleado nas costas, durante um atentado a tiros ocorrido no bairro Beira Rio, no dia 29 de novembro.

Na mesma situação, outras três pessoas foram alvejadas. Um menino, de apenas 12 anos, atingido nas costas, um adolescente, de 17 anos, alvejado na mão, e um rapaz, de 21 anos, com ferimentos em uma das coxas e na cintura, foram encaminhados para a emergência do Hospital Regional.

As vítimas estavam no Trapiche do Tião, no final da Rua da Potiguara,
quando dois indivíduos passaram em uma bicicleta e atiraram

A vítima, de 12 anos, atingida por um disparo nas costas foi transferida para o Hospital do Trabalhador, em Curitiba, onde permanece internada.

E o segundo caso, a morte de Ygor Soares de OIiveira, de 20 anos, executado com tiros na cabeça, na Rua das Perdizes, no Jardim Esperança, na frente do Centro de Iniciação ao Esporte, João Hélio Alves.

Ainda de acordo com o Delegado de Polícia Civil, Nilson Diniz, as informações apuradas durante a investigação indicavam que dois indivíduos que estariam escondidos em um sítio, na zona rural de Guaraqueçaba, teriam algum tipo de ligação com o atentado a tiros ocorrido no bairro Beira Rio, em Paranaguá.

O local foi monitorado e acabou sendo alvo de uma abordagem policial.

PRISÕES

Com relação às prisões realizadas na Operação Integração, elas aconteceram por conta da investigação do caso registrado no Jardim Esperança.

As equipes identificaram o envolvimento de três indivíduos e descobriram que a motivação para a morte de Ygor Soares de OIiveira, foi uma dívida contraída com traficantes da região.

Ygor Soares de OIiveira estava em uma bicicleta e foi surpreendido por
dois indivíduos que ocupavam uma bicicleta – Foto: Ilha do Mel FM

As prisões ocorreram no Bairro Vila Garcia, onde os dois mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça local foram cumpridos. Outros dois indivíduos foram presos em flagrante por tráfico de drogas.

Durante a abordagem foram apreendidas drogas, uma balança de precisão, uma pistola calibre 9mm, uma máquina de contar cédulas e dinheiro.

GUARAQUEÇABA

Outras duas prisões no âmbito da Operação Integração aconteceram na localidade do Salto Morato, em Guaraqueçaba.

Os indivíduos estavam escondidos em um sítio que foi cercado e abordado por equipes da ROTAM – Rondas Ostensivas Tático Móvel, da Polícia Militar.

Na propriedade foram encontradas quatro buchas de cocaína, um revólver calibre .32 e três munições intactas.

Em um dos alvos da operação, um sítio, na zona rural de Guaraqueçaba,
os policiais encontraram uma arma de fogo e buchas de cocaína

Um dos indivíduos presos nesta ação, seria o principal alvo do atentado a tiros registrados no bairro Beira Rio, em Paranaguá.

Todo o material apreendido e os indivíduos presos foram encaminhados para unidades da Polícia Civil, no litoral.

Em alta