Connect with us

Eleições 2020

TRE-PR realiza testes de transmissão dos resultados das eleições via satélite na Ilha do Mel

Objetivo é agilizar processo de apuração dos votos no dia 15

Publicado

em

teste de resultado das eleições

Na manhã de quarta-feira, 11, o desembargador Tito Campos de Paula, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), esteve em Paranaguá para acompanhar os testes de transmissão de resultados via satélite das eleições municipais 2020, os quais foram realizados na Ilha do Mel com o objetivo de agilizar o processo de apuração dos votos após às 17h do dia 15 de novembro.

Segundo o desembargador, a Ilha do Mel é um local de difícil acesso e a logística para transportar as urnas até o Fórum Eleitoral de Paranaguá poderá demorar, sendo que será preciso utilizar barco ou canoa para navegar e chegar até a seção eleitoral.

Esse procedimento de transmissão de resultados via satélite ocorre em todas as eleições, o que agiliza a finalização do processo eleitoral que definirá prefeitos e vereadores para mandato dos próximos quatro anos.

“A nossa visita à Ilha do Mel é para fazer um teste de transmissão de dados via satélite. São locais de difícil acesso em que a Internet não funciona muito bem, então o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná faz estes testes em alguns locais no Litoral do Paraná, para que se garanta a rapidez na transmissão dos resultados e não atrase a apuração no Estado do Paraná”, destaca o presidente do TRE do Paraná.

Teste serve como treinamento, bem como para produzir material para elaboração de um manual com orientações sobre o uso desse sistema 
Foto: Divulgação TRE/PR

Candidatos Indeferidos

De acordo com o desembargador Tito Campos de Paula, o candidato que se encontra “indeferido com recurso” pela Justiça Eleitoral poderá receber votos, mas estará “sub judice”, ou seja os votos estarão sob julgamento pela justiça. “O candidato que teve o indeferimento da candidatura e foi seu nome para a urna pode receber seus votos normalmente, mas estará ‘sub judice’, ou seja, pendente no julgamento. Esse resultado, que vai ocorrer no futuro, teremos que aguardar. É um caso concreto e não tem como a gente se manifestar em dizer o que vai acontecer. Vai depender da situação do recurso, pois cada caso é um caso. Teremos que aguardar”, explicou.

Novas Regras 

As Eleições Municipais de 2020 terão mudança na forma de divulgação dos votos dados a candidatos “sub judice”, aqueles que ainda aguardam uma resposta definitiva da Justiça sobre a validade da candidatura.


Até 2018, a divulgação dos resultados incluía apenas os votos dados a candidatos deferidos, ainda que houvesse algum recurso pendente sobre a situação deles. No caso de candidatos indeferidos, que ainda tinham algum recurso pendente, a votação não aparecia no resultado, ainda que fosse possível ver a votação em separado. Isso gerava dúvidas para os eleitores que haviam escolhido aquele candidato.


A partir deste ano, a divulgação incluirá também os votos dos candidatos indeferidos com recurso, cuja situação ainda pode ser alterada. Esses votos são chamados de “anulados sub judice”. Embora a votação seja visualizada junto com a dos demais candidatos, haverá uma marcação deixando claro que os votos do candidato ainda não são considerados válidos.


Os objetivos da mudança foram a maior transparência a todos os votos dados pelos eleitores a candidatos, o prestígio à vontade do eleitor que foi às urnas e a igualdade entre os candidatos que ainda aguardam uma decisão favorável. A novidade também facilita futuras pesquisas nos bancos de dados da Justiça Eleitoral, atendendo a pleito antigo da comunidade acadêmica.


É preciso ressaltar que os votos dos candidatos indeferidos “sub judice” não são contabilizados no resultado geral, o que somente mudará se ele tiver êxito no recurso.  Mas, com a nova forma de divulgação, o eleitor poderá saber quantos votos recebeu o candidato e qual percentual dos votos totais está sujeito à alteração.


Quanto aos votos em candidato cujo registro já estava indeferido definitivamente no dia da votação, eles são anulados e não são contabilizados para qualquer finalidade. O mesmo acontece quando o eleitor vota em branco ou nulo por vontade própria. Esses votos não são considerados para nenhum fim e assim permanecerão.

Leia também: MPE reforçará fiscalização para combater crimes eleitorais em Paranaguá

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.