conecte-se conosco

Educação

Convidado pela USP, Colégio Diocesano Leão XIII participou da Semana Nacional do Cérebro

Professor Giovani Miranda ministrou palestra a alunos do 9.º ano do Ensino Médio

Publicado

em

Foto: Divulgação/Colégio Diocesano Leão XIII

Na última sexta-feira, 18, o Colégio Diocesano Leão XIII, a convite da Universidade de São Paulo (USP), participou da Semana Nacional do Cérebro (SNC), que é promovida pela Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC) e parte integrante da Brain Awareness Week (BAW), divulgando em todo o Brasil benefícios e avanços obtidos com o estudo científico do cérebro. Uma palestra foi ministrada no auditório do colégio no período da manhã pelo professor especialista Giovani Lucas Miranda com o tema “Neurociência e Ilusionismo: Decifrando os mistérios do cérebro” junto a cerca de 150 alunos do 9.º ano do Ensino Médio. O evento também foi divulgado em transmissão ao vivo pelo Instagram do canal Semana  do Cérebro.

A iniciativa faz parte de uma ação global com foco na divulgação da Neurociência que é promovida pela Dana Alliance for Brain Initiatives. O professor Giovani Miranda ministrou uma “aula show” aos estudantes do Leão XIII, com uso da mágica como recurso didático para explicar a neurociência. 

A diretora pedagógica do colégio, Varseli Corrêa Farias, destacou que a participação no evento foi de suma importância, aproximando e estimulando os alunos ao estudo científico. “Proporcionar à nossa comunidade escolar oportunidades de crescimento intelectual, trazendo o saber aliado à reflexão, à discussão em todos os aspectos,  é nosso objetivo já que somos educadores de consciências e de almas. afinal de contas entender o ser humano em sua totalidade é sem dúvida um dos maiores desafios da ciência e da sociedade”, relata.

A coordenadora pedagógica do Ensino Médio, Luciana Kadlubitski, afirma que o objetivo do colégio Leão XIII é propiciar uma educação de excelência. “Além de preparar os adolescentes para a vida, objetivamos que eles estejam aptos a prestar os vestibulares nas melhores universidades do Brasil. Esse processo de ensino/aprendizagem se dá, não só por meio do uso de um material didático de qualidade com professores capacitados, mas também aproveitando as diversas oportunidades extraclasse, por meio de eventos, feiras, entre outros”, explica.

“A participação em um evento como esse da Semana do Cérebro, mostra aos estudantes que precisamos aproveitar as mais diversas oportunidades para a aprendizagem e com autonomia e responsabilidade, construir o nosso próprio conhecimento”, afirma Luciana. A coordenadora ressalta que outros eventos deverão ocorrer no Leão XIII neste ano. “Sempre permanecemos abertos para parcerias com outras instituições e nos mantemos antenados para os acontecimentos que possam ser interessantes e agregar conhecimento aos nossos estudantes”, acrescenta.

Pesquisador da USP explica importância da iniciativa 

Segundo Gabriel Hunzicker Skiba, pesquisador/doutorando da USP – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, explicou que o idealizador da Semana do Cérebro, professor Norberto Garcia-Cairasco, que é também diretor do programa de Pós-Graduação em Fisiologia da USP- Faculdade de Medicina de RIbeirão Preto e membro da Sociedade de Neurociências/Comportamento e diretor do Instituto de Estudos Avançados (IEA-RP),  em conversa com ele compreendeu a importância e achou ótima a ideia de incluir o Colégio Leão XIII na programação do evento. 

Evento trouxe aos estudantes por meio de “aula show” o contexto neurocientífico e a importância de diversificar formas de aprendizado (Foto: Divulgação/Colégio Diocesano Leão XIII)

“Para isso, era importante a escolha de uma instituição parceira, que cumprisse com rigor a qualidade do evento, promovido pela USP e pela FAPESP. Foi além do que esperávamos. A organização, participação dos alunos, a aula de qualidade do professor Giovanni, a equipe de gravação Orgânica Fotos e Filmes, formado por Péricles e Charlotte, que também tem um pezinho na ciência, e a recepção de toda a equipe de produção pela coordenação e direção resultou em um evento especial e que buscávamos: divulgação científica com qualidade”, afirma Skiba.

Palestra

O palestrante Giovani Lucas Miranda é também professor de Biologia e de Ciência da Natureza do Colégio Diocesano Leão XIII e trouxe o contexto neurocientífico de forma ainda mais próxima aos seus alunos. Ele foi convidado pelos pesquisadores da USP e pelo próprio colégio para fazer parte da programação. A palestra foi feita com cerca de 150 alunos do 9.º ano do Ensino Médio, contando com três momentos distintintos durante a manhã.

Gabriel Skiba afirmou que a metodologia da apresentação levou em conta que as pessoas absorvem e aprendem de maneiras diferentes, sendo importante diversificar as formas de ensino, como foi o caso da palestra do professor Giovani, que contou com uso da mágica e do ilusionismo. “Diversificar os métodos de intervenção vai de encontro com um público maior e que interage de forma positiva. Escolhemos a divulgação em redes sociais, palestras, práticas de Yoga, aulas-show, reuniões virtuais, twitch cam de atletas de pôquer, esclarecimentos e curiosidades sobre o Sistema Nervoso e sobre o Cérebro em Unidades de Saúde (médicos, enfermeiros e técnicos) além da participação de clínicas de Psicologia como maneiras de divulgar as neurociências para o público em geral”, detalha. 

“O Ilusionismo, método utilizado pelo professor de Biologia, Giovanni Miranda. aos estudantes de ensino médio do Colégio Diocesano Leão XIII, é uma ferramenta extremamente útil: ao passo que diverte e aguça a criatividade, mostra como nosso cérebro pode ser enganado e condicionado ao erro a partir das interpretações automáticas que criamos sobre mundo”, finaliza o pesquisador da USP.