conecte-se conosco

Editorial

Novas variantes reforçam importância da vacinação e da prevenção à Covid-19

A Sesa não confirmou nenhum caso da variante Delta ou Lambda no litoral do Paraná, entretanto, a presença dessas novas cepas em pacientes no Estado trazem uma situação de alerta para toda a população. Vacinação e prevenção são itens obrigatórios para sermos responsáveis com a sociedade onde vivemos

Publicado

em

Na edição deste fim de semana, a Folha do Litoral traz conteúdo informativo sobre o primeiro caso de paciente infectado com a variante Lambda da Covid-19 no Paraná. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), trata-se de uma paciente de Londrina, sem comorbidades e que ainda não foi vacinada, que apresenta sintoma leves e não foi internada. Além disso, o Estado registrou mais dois novos casos da variante Delta, totalizando 56 pacientes paranaenses contaminados com a cepa, algo que já configura uma situação de transmissão comunitária. 

A Sesa não confirmou nenhum caso da variante Delta ou Lambda no litoral do Paraná, entretanto, a presença dessas novas cepas em pacientes no Estado trazem uma situação de alerta para toda a população. Vacinação e prevenção são itens obrigatórios para sermos responsáveis com a sociedade onde vivemos. Apesar do avanço da vacinação nos sete municípios litorâneos, bem como expectativa da superação da pandemia, não se pode relaxar. Descuidar da prevenção e desdenhar da vacina podem acarretar um preço caro a ser pago por toda a comunidade, aumentando a contaminação em um período onde a imunização já apresenta efeitos positivos na redução de internados e mortes devido ao Coronavírus.

É essencial que toda a população se vacine contra a Covid-19 com a primeira e segunda dose, algo que está avançando constantemente em Paranaguá e no litoral. A cidade-mãe do Paraná, por exemplo, já vacinou cerca de 85% da população acima de 18 anos com a primeira dose e, de acordo com o Vacinômetro da Sesa com dados da sexta-feira, 13, quase 50 mil pessoas com as duas doses ou a dose única. A imunização é essencial não somente para superar a pandemia, como também para controlar o surgimento de casos das novas variantes.

Apesar de ser uma das notícias mais aguardadas para serem divulgadas na Folha do Litoral News, a pandemia da Covid-19 ainda não acabou. O vírus segue circulando, trazendo continuamente o risco de contaminação a todos, até mesmo para quem já completou o esquema vacinal, porém com redução drástica da chance de internamento e óbito. Enquanto o Poder Público e os dados epidemiológicos não nos confirmam o controle definitivo deste período pandêmico, devemos seguir com a tão defendida e divulgada prevenção, que é exercida com o uso de máscara, higienização constante das mãos e distanciamento social, respeitando todos os decretos vigentes. 

Em alta