Connect with us

Editorial

“Lockdown” como medida de prevenção

O comportamento inadequado de alguns moradores resultou no surgimento de cinco novos casos de Covid-19 em um dia em Paranaguá

Publicado

em

Vários países adotaram o “lockdown” para evitar a infecção em massa da população pelo novo Coronavírus e a consequente superlotação dos hospitais, sendo este um dos maiores problemas enfrentados pelas autoridades em saúde. Trata-se da versão mais rígida de distanciamento social, algo que já é adotado seriamente por uma parcela da população que teme o contágio acelerado.

Outra parcela, infelizmente, age como se nenhuma pandemia estivesse em curso. Pessoas utilizam máscaras como se dessem total garantia de não ser infectadas pelo vírus, esquecendo-se de outras tantas medidas que, se não realizadas em conjunto, não serão efetivas. O comportamento inadequado de alguns moradores resultou no surgimento de cinco novos casos de Covid-19 em um dia em Paranaguá, conforme divulgado pela prefeitura e pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Desta forma, as medidas vão ficando cada vez mais restritas, não restando outra opção às autoridades a não ser a de modificar o funcionamento dos setores no município e de adotar estratégias mais duras.

Sob o ponto de vista de que há a possibilidade de haver o “lockdown” em alguns bairros de Paranaguá, especificamente naqueles que apresentarem muitos casos da doença de forma exponencial, é importante que as pessoas sigam as orientações dadas pelos órgãos de saúde e respeitem os decretos municipais, os quais trazem as ferramentas necessárias para que as cidades protejam a população e evitam que mais mortes sejam registradas. Não é hora de festa, de comemorações ou de saídas e aglomerações desnecessárias. É hora de cuidado e prevenção.