Connect with us

Editorial

Portos do Paraná e o enfrentamento da Covid-19

O G7, grupo composto por entidades do setor produtivo paranaense, reconheceu essas ações,

Publicado

em

Algumas empresas e órgãos públicos aplicaram medidas de proteção contra a Covid-19 mesmo antes de não ter nenhum caso confirmado na região. É o caso da empresa pública Portos do Paraná, que realizou simulados de atendimento, em parceria com os órgãos de saúde, para evitar a contaminação por tripulantes; além de disponibilizar álcool em gel e prestar orientações em diversos idiomas para que todos pudessem se prevenir, entre outras ações.

No início da pandemia, acreditava-se que a doença poderia chegar a Paranaguá por meio dos portos, pela movimentação de navios de diversos países onde a doença já tinha se alastrado, como a China. No entanto, a realidade foi totalmente contrária. A doença não chegou à cidade pelos navios que atracaram em Paranaguá e as ações de controle tanto para os funcionários como para os trabalhadores que chegaram de fora foram colocadas em prática e hoje servem de modelo para outros portos do País.

A atitude diante a pandemia foi de enfrentamento, de fazer o que era preciso de forma imediata para preservar vidas e manter as operações para que o Estado não fosse ainda mais prejudicado economicamente. O G7, grupo composto por entidades do setor produtivo paranaense, reconheceu essas ações, destacando a importância da manutenção das operações para a agricultura, indústria, cooperativas e demais setores significativos para o desenvolvimento do Estado.

O reconhecimento mostra que há um caminho certo a ser seguido para passar pela pandemia. A segurança das ações é primordial para que o sucesso seja alcançado e isso passa pela saúde dos funcionários e demais pessoas que colaboram com os índices da Portos do Paraná que crescem a cada ano.