conecte-se conosco

Coronavírus

Pacientes recuperados da Covid-19 podem apresentar sequelas

Segundo médico, aparentemente, foram relatados casos de persistência dos sintomas da Covid por tempo maior que o da infecção (Foto: Pixabay)

Publicado

em

sequelas

Imunidade à doença pode ser apenas momentânea 

A Covid-19 é uma doença nova, causadora de uma das mais graves pandemias do mundo, que ainda possui um cenário de muita incerteza com relação à cura e possíveis efeitos causados para os pacientes recuperados. Nesse contexto, o médico atuante em Paranaguá, Jhonatan Aredes, destaca as sequelas que podem ocorrer em pacientes que se recuperaram do novo Coronavírus, entre elas sintomas físicos de dor e incapacidade, comprometimento respiratório e problemas psicológicos causados pela enfermidade.

“Aparentemente, foram relatados casos de persistência dos sintomas da Covid por tempo maior que o da infecção, em que podemos incluir: sentir dor e impactos no estado emocional com sintomas de ansiedade e depressão, de fraqueza nos braços, fadiga e falta de ar, além da capacidade reduzida para realizar esforço físico”, explica Aredes.

Outro ponto abordado pelo médico é que, mesmo após recuperada da doença, a pessoa deve prosseguir com os cuidados de higiene e distanciamento necessários por toda a população durante a pandemia. “Este processo de distanciamento e cuidados de higiene são essenciais para evitar a disseminação do vírus, mesmo após estarmos recuperados. Devemos lembrar que podemos ser portadores assintomáticos que têm potencial de contaminação de outras pessoas, sendo mais graves para os grupos de risco”, reforça.

Reinfecção

Segundo Jhonatan, a comunidade científica está observando uma possível incidência de casos de reinfecção pela Covid-19 no mundo, incluindo Brasil e, consequentemente, Paraná. “Existem casos relatados no mundo, inclusive no Brasil de reinfecção por Covid-19. Até o momento não foram registrados casos de reinfecção no litoral, mas alguns casos têm sido investigados em outras cidades paranaenses”, ressaltou.

Imunidade

“Infelizmente, ainda não há cura para a Covid 19. Falamos sobre pacientes recuperados, mas não se sabe se totalmente curados”, afirma o médico Jhonatan Aredes

Sobre a possibilidade de imunidade à doença pelo paciente recuperado do novo Coronavírus, Aredes afirma que ainda não há uma resposta definitiva para esta questão. “O que se sabe é que é possível que essa imunidade adquirida possa ser apenas momentânea, podendo diminuir com o passar do tempo e nos deixar suscetíveis a novas infecções pela Covid, não nos assegurando de uma cura completa”, salienta.

“Infelizmente, ainda não há cura para a Covid-19. Falamos sobre pacientes “recuperados”, mas não se sabe se totalmente curados. Usamos o artifício de um exame de sangue para saber se o paciente já teve contato com a doença e possui anticorpos, porém não é garantido que esta pessoa seja completamente imune”, reforça.

Atendimento

Segundo o médico, é essencial que o paciente procure atendimento em caso de suspeita da Covid-19. “A importância de procurar atendimento e tratamento precoce seria no intuito de identificar se são sintomas advindos da infecção por Covid-19, ou se trata de um agravamento de uma condição já anterior ao vírus. Assim é possível traçar a melhor estratégia para o enfrentamento destes sintomas”, finaliza.