Connect with us

Coronavírus

FGTS: Saque de até R$ 1.045 será liberado em junho aos beneficiários

O valor de até R$ 1.045 estará disponível para saque aos titulares do FGTS entre o dia 15 de junho até o dia 31 de dezembro de 2020 (Foto: Divulgação)

Publicado

em

Medida foi autorizada devido ao estado de calamidade pública 

No início de abril, o Governo Federal anunciou que extinguiu o fundo PIS-Pasep e autorizou oficialmente o saque temporário de até R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A Medida Provisória (MP) N.° 946 foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 7 de abril, oficializando a medida econômica aos titulares de conta vinculada do FGTS, com liberação de saques a partir do dia 15 de junho até 31 de dezembro de 2020 com recursos até o limite de um salário mínimo por trabalhador.

“Segundo a MP, esse saque foi autorizado em razão do enfrentamento do estado de calamidade pública e da emergência de saúde de importância internacional decorrente da pandemia de coronavírus (Covid-19)”, explica a Empresa Brasileira de Comunicação.

Mais de 60 milhões de trabalhadores beneficiados

De acordo com o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, o novo saque do FGTS beneficiará 60,2 milhões de trabalhadores no Brasil. Ao todo, R$ 36,2 bilhões de recursos serão injetados na economia nacional, O que irá beneficiar o setor durante a pandemia da Covid-19. 

Segundo Sachsida, 30,7 milhões de trabalhadores poderão sacar todo o saldo da conta do FGTS. “Estamos devolvendo o dinheiro do trabalhador ao trabalhador”, afirma o secretário.

A medida foi possibilitada devido à extinção do fundo dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), transferindo esse patrimônio ao FGTS, algo que ocorrerá a partir do dia 31 de maio.  “No último dia 3, o governo antecipou em um mês o prazo final de saque do abono salarial 2019/2020. Inicialmente, esse prazo era 30 de junho e passou a ser 29 de maio deste ano. A MP diz que fica preservado o patrimônio acumulado nas contas individuais dos participantes do Fundo PIS-Pasep. E diz que será permitido o saque das contas vinculadas individuais de origem PIS ou Pasep mantidas em nome do trabalhador”, afirma a Agência Brasil. 

CEF

O responsável por gerir o pagamento será a Caixa Econômica Federal (CEF), agente operador do FGTS. A Caixa cadastrará as contas vinculadas de titularidade dos participantes do Fundo PIS-Pasep necessárias ao recebimento e à individualização dos valores transferidos, devidamente marcadas com identificador de origem PIS ou Pasep, e definirá os padrões e os demais procedimentos operacionais para a transferência das informações cadastrais e financeiras”, explica o texto da MP. 

De acordo com a MP, as contas vinculadas individuais dos participantes do Fundo PIS-Pasep, mantidas pelo FGTS após a transferência, “passam a ser remuneradas pelos mesmos critérios aplicáveis às contas vinculadas do FGTS”, explica a União. “As contas poderão ser livremente movimentadas, a qualquer tempo. A MP também estabelece que os recursos remanescentes nas contas não sacados serão tidos por abandonados a partir de 1.º de junho de 2025 e passarão a ser propriedade da União”, completa. 

Saque

O valor de até R$ 1.045 estará disponível para saque aos titulares do FGTS entre o dia 15 de junho até o dia 31 de dezembro de 2020.  “Caso o titular tenha mais de uma conta vinculada, o saque será feito na seguinte ordem: contas vinculadas relativas a contratos de trabalho extintos, com início pela conta que tiver o menor saldo; e demais contas vinculadas, com início pela conta que tiver o menor saldo”, afirma a União. 

“Os saques serão efetuados conforme cronograma de atendimento, critérios e forma estabelecidos pela Caixa Econômica Federal, permitido o crédito automático para conta de depósitos de poupança de titularidade do trabalhador previamente aberta na nessa instituição financeira, desde que o trabalhador não se manifeste negativamente, ou o crédito em conta bancária de qualquer instituição financeira, indicada pelo trabalhador, desde que seja de sua titularidade. A MP diz ainda que o trabalhador poderá, na hipótese do crédito automático, até 30 de agosto de 2020, solicitar o desfazimento do crédito”, finaliza a Agência Brasil.

Com informações da Agência Brasil

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.