conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Secretaria de Estado divulga primeira lista geral do PSS, que teve 18.682 inscritos

Todas as Regionais de Saúde vão receber profissionais

Publicado

em

Foto: Gilson Abreu/AEN

O Governo do Estado publicou a lista dos candidatos que participaram do Processo Seletivo Simplificado (PSS) para atuar nas unidades pertencentes à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Ao todo, foram 18.682 inscritos para as 341 vagas ofertadas, sendo 294 para nível superior e 47 de nível médio. Elas estão distribuídas entre cargos de administrador, analista de sistemas, arquiteto, assistente social, biólogo, biomédico, contador, enfermeiro, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, engenheiro sanitarista, estatístico, farmacêutico, físico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico, médico do trabalho, médico veterinário, psicólogo, terapeuta ocupacional, técnico de enfermagem, técnico de laboratório e técnico de segurança do trabalho.

Essa divulgação dá início ao processo de chamamento dos melhores classificados em cada região. Todas as Regionais de Saúde vão receber profissionais. A comissão organizadora do processo vai analisar o currículo, os títulos e a experiência profissional de cada inscrito. 

A comissão organizadora do processo vai analisar o currículo, os títulos e a experiência profissional de cada inscrito
Foto: Ari Dias/AEN

O PSS tem duração inicial de um ano, podendo ser prorrogado conforme a necessidade da Sesa. A data para início das atividades dos contemplados será informada por meio de um novo edital. Os salários variam entre 4.231,60 (nível médio) e R$ 7.616,88 (nível superior), além de Gratificação de Atividade de Saúde (GAS) de R$ 971,45.

“O PSS superou as expectativas tendo em vista o número elevado de inscrições. Agora, nossa equipe dará sequência ao processo e, em breve, divulgaremos a lista de chamamento com as informações sobre documentações necessárias para a contratação dos profissionais”, afirmou o coordenador do setor de Recursos Humanos da Sesa, Maiquel Rodrigues Martins.

Fonte: AEN

Em alta