conecte-se conosco

Ação Social

Feira da Partilha realizou doação mensal de 650 cestas básicas para 35 instituições do litoral

Iniciativa faz parte do projeto “Cestas com Amor”

Publicado

em

Na tarde da sexta-feira, 27, representantes do projeto Feira da Partilha, que acontece anualmente com doações de mercadorias apreendidas pela Receita Federal para angariar recursos por entidades sociais de Paranaguá e do litoral, estiveram repassando mais de 650 cestas básicas para 35 instituições assistenciais de Paranaguá e do litoral, algo que faz parte da iniciativa “Cestas com Amor”, criada em 2021, durante a pandemia. A idealizadora da Feira da Partilha, Regina Daux, esteve na Rosibrás Atacadista, junto à coordenadora, Lisangela Faucz, bem como representantes das entidades que receberam as doações mensais de mais de 10 toneladas de alimentos que serão destinadas a cerca de 650 famílias em situação de vulnerabilidade social. 

A ação foi realizada mensalmente pela Feira da Partilha desde o ano passado até maio, contando com uma parceria junto às entidades Desafio Jovem Betel, Casa da Amizade, Clube da Fraternidade Perseverança, Associação de Pais, Amigos e Deficientes Visuais de Guaratuba (APADVG)  e União Municipal das Associações de Moradores de Paranaguá (UMAMP), necessitando precisa do apoio de empresas e cidadãos com doações de cestas para sua continuidade em 2022. A iniciativa conta com a parceria da Rosibrás Atacadista, que possui uma listagem de nomes e quantidade de cestas para quem queira colaborar. 

“Este foi o último mês do projeto Cestas do Amor em que doamos 650 cestas básicas por mês, alimentando em torno de 3 mil pessoas. Nosso projeto ocorreu por seis meses e estamos batalhando para ver se conseguimos até dezembro junto às empresas e pessoas físicas manter essa iniciativa”, afirma Regina Daux, idealizadora da Feira. “Colaboramos com dezenas de instituições e mais a União Municipal das Associações de Moradores de Paranaguá (UMAMP) que recebe 300 cestas para distribuir nos bairros”, salienta. 

Importância do projeto com a pandemia 

Segundo a idealizadora do projeto, o foco inicial foi realizar o projeto “Cestas com Amor” durante seis meses, com a expectativa de uma retomada econômica e social mais ampla com o controle da pandemia. “Mas, infelizmente, isso não ocorreu. Portanto, queremos prosseguir a ajudar cerca de 650 famílias por mês”, acrescenta. “Esperamos a adesão da sociedade e das empresas”, detalha.

Continuidade e como ajudar

“Nós estamos visitando as empresas. Elas estão se solidarizando com o pessoal que precisa deste apoio. Nós já temos uma lista com as empresas que estão participando e estamos correndo atrás. Esperamos que muito mais parceiros venham a aderir neste projeto”, ressalta a idealizadora. 

Empresas e cidadãos que quiserem ajudar podem entrar em contato com a Rosibrás Atacadista, que conta com uma listagem onde se coloca o nome do doador e a quantidade de cestas doadas. “Automaticamente eles repassam para nossa equipe que mapeia as famílias que mais estão precisando. Para quem não tem tempo de ir até a loja eles disponibilizaram o PIX80.262.645/0001-31, sendo necessário ligar no número (41) 3422-6419 para eles identificarem o nome da pessoa e o valor doado”, finaliza a coordenadora do projeto, Lisangela Faucz.