Connect with us

Direito & Justiça

Justiça determina fim da intervenção na Paranaguá Saneamento

Empresa afirma que investimentos de R$ 47 milhões a serem feitos em Paranaguá só em 2018 permanecem intactos e prezam pela melhoria do serviço aos parnanguaras

Publicado

em

Empresa afirma que investimentos de R$ 47 milhões a serem feitos em Paranaguá só em 2018 permanecem intactos e prezam pela melhoria do serviço aos parnanguaras 

Na terça-feira, 23, Gustavo Fernandes Guimarães, presidente do grupo Iguá, responsável pelo gerenciamento da Paranaguá Saneamento, divulgou nova decisão da Justiça pelo fim da intervenção na concessionária, algo que foi favorável à empresa, que retomou o controle da companhia na noite de segunda-feira, 22. Com isso, não há mais intervenção na Paranaguá Saneamento, após decisões nesse sentido determinadas no dia 5 e no dia 17 de outubro, em duas liminares impetradas pela Prefeitura de Paranaguá e Ministério Público do Paraná (MPPR). A intenção, segundo o presidente, é continuar a prestar os serviços de saneamento básico e distribuição de água à população e aos clientes de Paranaguá.
“É uma medida importante, pois restabelece a condição legal e de Direito, de um grupo que tem uma preocupação única: prestar serviço de alta qualidade e alto padrão à população de Paranaguá. Faremos tudo que precisar ser feito e necessário para que continuemos à frente. A população pode ficar tranquila que estas medidas judiciais não podem e não devem interferir na dinâmica junto aos cidadãos”, afirmou o presidente da Iguá, Gustavo Guimarães. 

Presidente do grupo Iguá, que gerencia a empresa, destacou que preocupação única é prestar serviço de alta qualidade e alto padrão à população de Paranaguá

Foto: Divulgação

De acordo com o presidente, a empresa não abriu mão de continuar com os investimentos previstos para a melhoria do serviço em Paranaguá. “Viemos para fazer uma série de investimentos e vamos fazê-los. Estamos antecipando tudo que precisa ser feito com um objetivo único: prestar estes serviços com qualidade. Houve questionamentos ao longo deste processo sobre questões ligadas à qualidade do produto que entregamos à população, nós temos um tema dentro de casa, que é tratamento de água, isso é condição única, sou intransigente, se o produto não é de qualidade ele não entra. Posso atestar à população que o produto é de qualidade”, destaca Guimarães, afirmando que é realizado um número de análise técnica de amostras acima do exigido para atestar a sua qualidade. 

INVESTIMENTO 

“O esgoto, que é um tema importante, estamos e continuamos a investir neste setor, pois há uma longa estrada a ser percorrida. Vamos terminar agora a estação Cominese, foram investidos R$ 32 milhões só nesta Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que iremos inaugurar. É uma antecipação importante de um total de R$ 47 milhões que iremos investir somente neste ano”, afirma o gestor da Iguá. “Nos próximos serão investidos outros R$ 100 milhões. Nós estamos fazendo e vamos fazer. Tenho uma obrigação junto às pessoas que trabalham comigo”, explica. 
“A cada ligação que fazemos conseguimos atender quatro pessoas em média. Estas ligações novas que faremos em breve no Cominese representa que iremos atender cerca de 40 mil pessoas na cidade com coleta e tratamento de esgoto. Importante as pessoas entenderem que vamos fazer investimentos e que recursos estão garantidos para isso. Dou aqui uma fiança à cidade que a Iguá colocará todo o recurso necessário para fazer o saneamento que a cidade precisa”, afirma o presidente Gustavo Guimarães.

LAUDO TÉCNICO 

Segundo o gestor da Iguá, o laudo técnico apresentado pela prefeitura para definir a intervenção na Paranaguá Saneamento foi recebido com surpresa pela concessionária. “Foi o contrato feito pela prefeitura, a gente não controla este processo, mas fizemos aqui o que nós deveríamos fazer, recepcionamos a documentação e os relatórios produzidos. A equipe da companhia analisa e analisou todas as frentes que foram apontadas, estão tratando individualmente cada um dos pontos. Pontos que foram identificados e que porventura haja alguma falha no nosso processo estamos corrigindo e, o mais importante, é que anteciparam um tema que virá no futuro. Todos os investimentos programados para os próximos anos viriam e vêm respondendo todos os pontos que estão sendo colocados no relatório”, acrescenta Guimarães. 
O gestor afirma que a Paranaguá Saneamento fará todo o necessário para melhorar os seus serviços. “O relatório da prefeitura e da agência reguladora veio de forma abrupta, a colocar ponto que era só de conversa, fazendo o trabalho que é feito em todos os locais. A Paranaguá Saneamento, apesar de ser a companhia mais importante que existe no portfólio da Iguá, temos outras 18 operações ao longo do Brasil e em todas elas sentamos e conversamos de forma construtiva e aqui não é diferente. Se há um problema identificado, por favor, nos apresentem, faremos tudo de necessário para corrigir. Agora, as surpresas abruptas que foram feitas eu posso e afirmo que recebo com surpresa”, explica Guimarães. 
Sobre a questão de diálogo entre a Paranaguá Saneamento e a Cagepar, o presidente explica que o agente regulador, ao qual a empresa deve prestar contas, também deve fazer a fiscalização. “Quando ele fiscaliza, se ele identifica qualquer situação que à luz e à interpretação dele está equivocada, ele precisa nos apresentar e iremos debater. A Iguá está à frente da Paranaguá Saneamento há pouco mais de um ano, de lá para cá nós temos um canal aberto com a Cagepar, a prefeitura, a Câmara e com a população e qualquer pessoa envolvida com nosso contexto de negócio”, explica o presidente, destacando que existem informações que precisam ser apuradas internamente pela companhia antes de serem prestadas. 
“Transparência e prestação de contas na empresa que eu dirijo é condição precedente, eu não abro mão disso, e aqui em Paranaguá não será diferente. Qualquer pessoa ou autoridade que precise ou queira a informação terá, é só apresentar o pedido. Óbvio que há algumas informações que são sensíveis que nós não vamos apresentar devido ao nosso modelo de negócio que apresentamos, mas aquelas inerentes à relação de consumo que nós temos estão disponíveis a todos”, acrescenta Guimarães. 

TRABALHO PROSSEGUE COM FOCO NA POPULAÇÃO 

Segundo o presidente Gustavo Guimarães, o primeiro objetivo da Paranaguá Saneamento nesta retomada é levantar a autoestima dos profissionais que atuam na empresa. “Este processo não é comum, é muito abrupto, então as pessoas acabam ficando sem norte, sem direção. O momento é de tranquilidade, de dizer às pessoas que vamos continuar fazendo o que for necessário para retomar e fazer tudo que precisa ser feito. Vamos garantir aos colaboradores a tranquilidade de volta ao trabalho, pedindo que continuem focados em suas atividades. É muito importante uma energia de bom nível de todo o grupo”, completa.
“Vamos continuar fazendo o que estamos fazendo, fazendo investimentos e procurando melhorar todo o serviço que eventualmente tenha alguma falha. Nunca no saneamento, em qualquer lugar do Brasil, o consumidor, a população, foi tratada como cliente. Meu objetivo é que a população seja um cliente e para isso estamos mudando tudo, como se relacionar, escutar as pessoas, que era algo que antes não tínhamos”, explica o presidente. “Estamos focando em transformar o conceito, nos preocupamos muito com as pessoas. Não quero só dizer que temos um produto de alta qualidade, que é de referência e com alta tecnologia, quero que a população perceba que eles não são mais só usuários, que eles são clientes e todos nós sabemos que eles são a alma do nosso negócio” afirma Gustavo Guimarães. 
O presidente ressalta, ainda, que o cliente de Paranaguá deve perceber que a Iguá e a Paranaguá Saneamento estão juntos na sua dinâmica em prol de melhoria dos serviços. “Gostaria de deixar à população parnanguara uma única frase: a Iguá Saneamento veio para ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil, eu não quero ser a maior, mas garanto que seremos a melhor. Isto significa dizer que a população estará assistida e atendida. Toda a atenção necessária à população nós daremos. Temos coisas a se evoluir e muito trabalho para a frente, com a ajuda de todos envolvidos nesta prestação de serviço, atentos que o principal objetivo é prestar este serviço à população, eu não tenho dúvida de que teremos sucesso e êxito. Temos que ter em mente que a população é a prioridade”, finaliza Guimarães.

PREFEITURA AFIRMA QUE DISCUSSÃO JUDICIAL CONTINUARÁ
Sobre a atual situação jurídica da Paranaguá Saneamento, em nota, a Prefeitura de Paranaguá informou que “continuará em discussão judicial, visando a restabelecer a intervenção para salvaguardar o interesse público e prestação de serviço adequado à comunidade”.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.