conecte-se conosco

Conteúdo de Marca

Planejamento, segurança e produtividade asseguram recorde mensal na exportação de óleo degomado pela Cattalini Terminais

O óleo de soja degomado embarcado pelo terminal da Cattalini tem como origem os estados do Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo e Goiás, sendo a Índia seu principal destino

Publicado

em

Foto: Augusto Ramos

A Cattalini Terminais Marítimos registrou recorde mensal na exportação de óleo de soja degomado. Somente em maio deste ano foram mais de 210 mil toneladas embarcadas, volume 9,5% maior que em junho de 2020, quando foi registrado o maior pico de movimentação por parte da Cattalini.

Segundo Bruno Marcel da Luz Santos, Gerente de Logística da Cattalini, o excelente desempenho é resultado da junção de importantes fatores, como o comprometimento dos colaboradores, a infraestrutura portuária disponível, a organização logística oferecida aos clientes e a adoção de medidas para incentivar uma maior produtividade.

“Organizamos e planejamos as operações em conjunto com a logística de nossos clientes, sempre priorizando a segurança e a produtividade. Hoje, o volume descarregado via modal rodoviário é de 7.500 toneladas por dia, em média. Além disso, o uso simultâneo de dois dutos portuários – que ligam os nossos Centros de Tancagem ao píer privativo – gera um aumento de 50% na prancha de carregamento dos navios, elevando, assim, a nossa performance”, disse o Gerente de Logística.

O óleo de soja degomado embarcado pelo terminal da Cattalini tem como origem os estados do Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo e Goiás, sendo a Índia seu principal destino.

A expectativa é que o atual volume recorde seja superado ainda no primeiro semestre, com embarque de 230 mil toneladas no mês de junho. “Estamos nos preparando para atendermos com a mesma eficiência, mantendo contato com os clientes e planejando nossas operações”, completou Santos. No ano passado, cerca de 1,2 milhão de toneladas de óleo de soja degomado foram exportadas pelo terminal da Cattalini.


Da Assessoria da Cattalini