conecte-se conosco

Paraná Produtivo

Aquisição concluída

A SulAmérica concluiu na última quinta-feira, 10, a aquisição da Paraná Clínicas Planos de Saúde

Publicado

em

A SulAmérica concluiu na última quinta-feira, 10, a aquisição da Paraná Clínicas Planos de Saúde. Segundo informa a companhia, a empresa comprada é a 5ª maior operadora do Paraná, com aproximadamente 90 mil beneficiários e receitas de R$ 103 milhões no primeiro semestre. A SulAmérica fechou a transação por R$ 396 milhões, que incluem os resultados desde a assinatura do contrato, anunciada em junho, e R$ 9 milhões referentes a um novo centro médico em construção em São José dos Pinhais. A Paraná Clínicas foi fundada em Curitiba por um grupo de médicos em dezembro de 1970 e oferece planos de saúde empresariais para mais de 600 empresas.

Internet no campo

A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e a Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop) encaminharam ao Congresso Nacional, na última quinta-feira,  10, uma carta aberta em nome das cooperativas do país em prol da conectividade no campo. A intenção é manifestar total apoio às iniciativas legislativas cujo objetivo é universalizar o uso da internet no campo e de buscar, por meio do acesso à tecnologia, um agro cada vez mais competitivo e sustentável. Para o setor, o acesso à internet no campo é um dos principais desafios do agronegócio brasileiro. De acordo com o último Censo Agropecuário do IBGE (2017), aproximadamente 72% das mais de cinco milhões propriedades rurais não possuem conexão.

Projeto Água Limpa

Para ajudar os produtores paranaenses a cuidarem da água que brota dentro das propriedades rurais, em 2018, o governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-PR), em parceria com a Sanepar, prefeituras municipais e sindicatos rurais, criou o Projeto Água Limpa, que vem recuperando e protegendo as minas d’água em diversas regiões do Paraná. Até maio deste ano, haviam sido recuperadas 2.561 nascentes em todas as regiões do Paraná. Se o produtor se interessar pelo projeto e tiver na propriedade alguma nascente que deseja recuperar e/ou proteger, pode contatar o IDR-Paraná pelo telefone (44) 3247- 2198 ou pelo e-mail [email protected].

Exportação de café

A exportação brasileira de café em agosto alcançou 3,26 milhões de sacas, considerando café verde, solúvel e torrado & moído, representando queda de 3,3% em comparação com igual mês de 2019 (3,37 milhões de sacas). A receita cambial gerada pelas exportações no mês passado foi de US$ 386,6 milhões, equivalente a R$ 2,1 bilhões, o que representa um aumento de 25,2% em reais em relação a agosto de 2019, mas queda de 7,9% em dólar (US$ 419,6 milhões). Já o preço médio da saca de café foi de US$ 118,71, baixa de 4,7% ante agosto do ano passado (US$ 124,55), segundo dados do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), divulgados na última sexta-feira, 11. Conforme o conselho, o café arábica correspondeu em agosto a 76,6% do volume total exportado, equivalente a 2,5 milhões de sacas.

Recuperação de vendas

As vendas no comércio varejista paranaense mantiveram em agosto os níveis de recuperação observados em julho e junho, após as intensas quedas registradas em abril e maio. O boletim conjuntural elaborado pelas secretarias da Fazenda e do Planejamento e Projetos Estruturantes, divulgado na última quinta-feira, 10, mostra que 6 dos 11 segmentos analisados fecharam o mês com altas nas vendas, em relação a agosto de 2019. Pela primeira vez desde o início da pandemia o número de segmentos com aumento nas vendas superou o de grupos em baixa no fechamento do mês. Os setores em alta são áudio, vídeo e eletrodomésticos (50%), informática e telefonia (20%), materiais de construção e ferragens (15%), cama, mesa e banho (11%), hipermercados e supermercados (10%) e farmácias (4%).


Exportações brasileiras

As exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) apresentaram alta de 11,3% no mês de agosto, alcançando 362,4 mil toneladas, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). No ano passado, foram exportadas 325,7 mil toneladas no mesmo período. Em receita, houve decréscimo de 10%, com saldo de US$ 497,8 milhões, contra US$ 553,3 milhões em agosto de 2019. No acumulado do ano (janeiro a agosto), as exportações totalizaram 2,833 milhões de toneladas, volume 1,8% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, com 2,784 milhões de toneladas. Em receita, houve retração de 11,3%, com total de US$ 4,14 bilhões em 2020, contra US$ 4,66 bilhões em 2019.

Embarques de carne

A primeira semana de setembro demonstrou que os embarques brasileiros de carne bovina in natura continuam aquecidos nos portos brasileiros. Segundo informa a consultoria Agrifatto, com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), a média diária das exportações ultrapassou as 8,22 mil toneladas, representando um avanço de 25% frente aos números de setembro de 2019 e 6% maiores do que a média diária de agosto de 2020. “Mantido esse ritmo, provavelmente teremos o melhor mês de setembro da história para a exportação de carne bovina brasileira”, prevê a Agrifatto. Os embarques brasileiros de carne bovina in natura encerraram agosto com recorde para o mês, atingindo 163,22 mil toneladas, com uma receita de US$ 654,24 milhões, segundo dados da Secex.


Abate de bovinos

Em relação ao primeiro trimestre de 2020, houve alta de 0,3%. Os dados são da divulgação definitiva das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgadas na últia quinta-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A quantidade de cabeças abatidas no segundo trimestre foi a menor para segundos trimestres desde 2011. Na comparação mensal, abril apresentou a maior queda em relação à 2019, com 15,1% de cabeças abatidas a menos, por causa da pandemia de covid-19. Por outro lado, em junho foi detectado um aumento de 1,8%, informou o órgão. O abate de 638,11 mil cabeças de bovinos a menos no segundo trimestre ante igual período de 2019 foi impulsionado por reduções em 22 dos 27 Estados.

  
Recorde de grãos

A safra de grãos do período 2019/20 vai se encerrando, com o registro histórico atualizado de 257,8 milhões de toneladas, tendo à frente a soja, o milho e o algodão. Esse volume é 4,5% ou 11 milhões de toneladas superior ao da safra passada. A informação é da última atualização deste ano-safra, divulgada na última quinta-feira, 10, no 12º Levantamento de Grãos realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A evolução do recorde deve-se ao aumento de 4,2% na área plantada, aliado ao ganho de 0,3% na produtividade. Ainda faltam os resultados das culturas de inverno, principalmente o trigo, que passam por etapas que vão da fase vegetativa à finalização de colheita. A soja, que situa o país no patamar de maior produtor mundial, garante um novo recorde com a produção estimada em 124,8 milhões de toneladas e ganho de 4,3% em relação à safra 2018/19.


Peste suína em javali

O Ministério da Nutrição, Agricultura e Defesa do Consumidor da Alemanha confirmou na última quinta-feira, 10, o registro de um caso de peste suína africana em Brandemburgo, no leste do país. Na quarta-feira, 9, a pasta anunciou que havia um caso suspeito. O Laboratório Estadual Berlin-Brandenburg suspeitou de uma carcaça de javali que foi encontrada a poucos quilômetros da fronteira entre a Alemanha e a Polônia, no distrito de Spree-Neisse. No Twitter, o ministério ressaltou que a doença não é contagiosa para humanos. Segundo o governo alemão, a peste suína africana é uma infecção viral grave que afeta apenas porcos domésticos e javalis. A doença animal tem se espalhado especialmente nos países do leste europeu desde 2014.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. 

Saiba mais em www.adipr.com.br.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.